Daily Archives: 2007/02/07

O Referendo da IVG: 2º Argumento (a “Alma” e os Movimentos do Feto)

“Se não é nascimento nem a viabilidade que marcam uma distinção moral significativa, há ainda menos a dizer a favor de um terceiro candidato [aos argumentos em defesa ao “Não” à IVG]: os primeiros movimentos do feto. Na tradição da teologia católica, pensava-se que este era o momento em que o feto ganhava a alma. Se aceitássemos esta perspectiva, poderíamos pensar que os primeiros movimentos são importantes porque a alma é, na acepção cristã, aquilo que distingue os seres humanos dos restantes animais. Mas a ideia de que a alma entra no feto quando ele se começa a mexer constitui uma superstição ultrapassada, rejeitada mesmo pelos teólogos católicos. (…) Não encaramos a falta dessa capacidade como algo que negue a pretensão das pessoas paraplégicas de continuarem a viver.”

página 162-163

Ética Prática, Peter Singer, Gradiva, Lisboa, 2002.

Esta é a filosofia subjacente ao cartaz da Campanha pelo “Não”: “Abortar sabendo que já bate um coração?”. Na verdade, o movimento do embrião e – neste particular – o movimento do coração nada tem a ver com aquilo que transformaria o embrião num bebé ou ser humano. O coração não é já a “sede da Alma” ou da Consciência, como se acreditava na Idade Média… É certo que certa padraria excomungadora e laurindiana ainda crê que a Alma está alojada no coração… Mas o órgão onde reside a Consciência de Si (o “homúnculo de António Damásio) e onde são processados os sinais de Dor, Sofrimento e Prazer ainda não está suficiente desenvolvido às 10 semanas para poder produzir nenhum destes tipos de sentimentos e muito menos é já capaz de fornecer ao embrião uma consciência, condição essencial para alguém poder ser incluído na designação de… Ser Humano.

Qual será o seu sentido de voto a 11 de Fevereiro?
1) Sim
2) Não

View Results

Categories: A Escrita Cónia, Livros, Referendo da IVG, Sociedade Portuguesa | 1 Comentário

sQuid S1-49: A que grupo pertenciam estes homens?

Categories: Delírios, sQuids S1 | 17 comentários

O foguetão Zenit 3SL explode no lançamento sobre a plataforma da Sea Launch


(http://www.boeing.com)

O ano de 2007 começou muito mal para a Sea Launch… O foguetão Zenit 3SL que devia colocar em órbita o satélite holandês SES New Skies NSS-8 explodiu durante o lançamento de 30 de Janeiro.

A Sea Launch está a investigar as causas do fiasco, mas o foguete parece ter explodido à medida que subia ainda na plataforma de lançamento da Sea Launch. Nenhum dos técnicos ficou ferido no acidente, já que estes são sempre evacuados pouco antes de qualquer lançamento para o navio de comando, mas os danos na dita foram significativos, ainda que não estruturais.

A Sea Launch deveria lançar seis satélites comerciais em 2007, um calendário que está agora seriamente comprometido…

Fonte: Sea Launch

Categories: SpaceNewsPt | 2 comentários

A Costa Ocidental Africana

A passagem do Cabo Bojador representou o primeiro passo para chegar até à Guiné. Uma passagem realizada por Gil Eanes e que segundo Zurara só seria bem sucedida depois de quinze tentativas, algumas das quais conduzidas pelo próprio Gil Eanes. Esta afirmação do cronista é reforçada por uma Carta Régia de 22 de Outubro de 1443.

Desconhece-se o nome dos antecessores de Gil Eanes, com excepção de Gonçalo Velho e do próprio Gil Eanes, existindo além do mais bastantes dúvidas quanto ao primeiro.

Contudo, o padre Dinis Dias acredita que o cabo transposto em 1434 não foi o Bojador mas sim o Cabo Juby.

A passagem do Bojador é tradicionalmente tida como o arranque do processo dos Descobrimentos Portugueses, visto que era aí que terminava o mundo conhecido pelos Antigos. As cartas italianas e catalãs quando referenciavam esta costa só a mostravam até ao Bojador.

Categories: Economia, História, Os Descobrimentos Portugueses, Sexo Tântrico e Budismo | 3 comentários

Quid S6-22: Que navio é este?

Dificuldade: 4

Categories: Cinema, Quids S6 | 10 comentários

Sobre a força de Estabilização que a União Africana vai enviar para a Somália


Soldado da UA já na Somália (http://www3.turkishpress.com)

O Burundi prometeu enviar até mil soldados para a Somália, respondendo a um pedido da União Africana para o envio de forças militares de estabilização para este país do Corno de África. A União procura reunir uma força de oito mil homens para substituir o exército etíope que com tanto sucesso bateu as milícias islamitas somalis no fim do ano passado.

A colocação desta força internacional é cada vez mais urgente, porque se têm multiplicado os incidentes entre as forças etíopes, cristãs e a população local, quase totalmente muçulmana. Os somalis encaram a presença etíope como ofensiva e provocativa exprimindo nas frequentes manifestações slogans como “Não queremos tropas estrangeiras” e “Abaixo a Etiópia”.

A força da União Africana para a Somália congrega actualmente:

Uganda: 1500 homens

Nigéria: número desconhecido

Ghana: número desconhecido

Burundi: 1000 homens

Estas forças não serão contudo capazes de manter o território somali estabilizado… O maior contigente reunido até agora são os 1500 militares ugandeses, que embora sejam um dos mais eficientes exércitos de África está muito longe de possuir a logística par o sustentar durante longos períodos de tempo longe das suas bases… Os abastecimentos, os meios de transportes são crónicamente insuficientes em todos os exércitos africanos e apesar da qualidade reconhecida ao exército ugândes, se as milícias islâmicas enveredarem pelo caminho da guerrilha e se reunirem apoio popular nesse caminho não serão estas pequenas forças africanas, dispersas, sem historial comum em missões idênticas e sobretudo, desprovidas de apoio aéreo ou naval que conseguirão estabilizar o território. Teremos então uma reedição do Drama do Darfur, onde uma força da UA, dispersa, isolada e ineficaz tenta em vão travar um genocídio (patrocinado de novo por islamitas radicais).

Aqui, como no Darfur, as ditas “potencias ocidentais” têm o dever Moral e o Interesse Directo em intervir. Devem fornecer a estas forças africanas a rectaguarda que estas não possuem. Devem abastecê-las, controlar os céus, dar-lhes apoio aéreo e naval e de operações especiais, mas deixando sempre a estas forças africanas o dever de policiar, guarnecer e combater em primeira linha, de modo a não oferecer aos radicais os argumentos de “ingerência externa” que são usados actualmente pelos opositores à presença ocidental no Iraque e no Afeganistão.

Fonte: BBC News

Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci, Política Internacional, Sociedade | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade