Cronologia e descrição das viagens ao arquipélago da Madeira

Em 1931, historiadores italianos afirmaram o Achamento por dois genoveses vindos das Canárias. Mas se assim fosse no momento em que o Infante Dom Henrique anuncia à Europa o Domínio Português sobre as ilhas nenhuma voz genovesa aparece a defender os seus direitos de prioridade.

Cronologia das viagens à Madeira:

Antes de 1418:
Com: Machim (?)
Objectivo: ?
Detalhes: ?

1418:
Com: Gonçalves, Teixeira e Tristão Vaz.
Objectivo: Porto Santo.
Detalhes: Desentende-se, regressando ao fim de dois anos ao reino.

1420 (segundo Valentim Fernandes):
Com: Bartolomeu Perestrelo e J. Gonçalves.
Objectivo: Porto Santo e Madeira.
Detalhes: Bartolomeu Perestrelo regressa de Porto Santo a Portugal, os outros dois navegadores passam à Madeira iniciando o seu povoamento.

1419 (segundo Alcoforado):
Com: João Gonçalves, Juan de Amores e Alcoforado.
Objectivo: Porto Santo e Madeira.
Detalhes: Visitam primeiro o Porto Santo, observam no horizonte um “negrume” que
os leva até à Madeira. Esta descrição teria sido escrita por uma testemunha ocular e a versão aqui veiculada opõe-se à da Crónica da Guiné, que teria
sido alterada por motivos de ordem política.

A descoberta do arquipélago da Madeira:

A Relação de Diogo Gomes não deve ser tomada em conta visto que o autor se limita a escrever que no tempo do Infante uma caravela teria sido arrastada por uma tempestade até essas ilhas:
-> Nesta Relação, Zarco e Tristão aparecem como povoadores.
João de Barros repete a ideia de uma “tempestade providencial”. Fala igualmente de “passagem” e à semelhança de Diogo Gomes também não fornece elementos cronológicos.
-> 1ª viagem de Zarco e Tristão a Porto Santo;
-> 2ª viagem de Zarco e Tristão a Porto Santo;
-> 3ª viagem a Porto Santo “passando”daí à Madeira.

Categories: Economia, História, Os Descobrimentos Portugueses, Sexo Tântrico e Budismo | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “Cronologia e descrição das viagens ao arquipélago da Madeira

  1. Haverá alguma coisa que tenhamos feito ou alguém famoso em Portugal que os Italianos não venham dizer que descobriram primeiro ou que é Italiano?
    abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: