Monthly Archives: Fevereiro 2007

O filme de Robert de Niro “O Bom Pastor” e a Sociedade Secreta “Skull and Bones”


(http://www.thepeoplesvoice.org)

Regressei às salas de cinema depois de um longo afastamento e logo para dar com o filme “O Bom Pastor“, realizado por Robert de Niro, com Matt Damon, Angeline Jolie, Alec Baldwin, Robert de Nirot, William Hurt e Joe Pesci. O filme gira em torno de Edward Wilsom, um jovem americano oriundo de uma família influente mas sob cuja honra cairam suspeitas e que em 1939, quando frequentava a Universidade de Yale é recrutado para a Sociedade Secreta “Skull & Bones“. Daqui, submerge numa carreira como espião na OSS, a percursora da actual CIA, passa 5 anos na Europa durante a Segunda Grande Guerra e colabora na criação CIA, passando de permeio pela fracassada invasão da “Baía dos Porcos”… Em toda a acção surge, omnipresenta a influência da “The Order” (Skull & Bones), como sendo a estrutura profunda imersa sobre as instituições de informações dos EUA e como uma espécie de poder subterrâneo, discreto, mas omnipresente na sociedade americana…


Cripta da Skull & Bones na “Yale University” em New Haven

E o que é afinal esta “The Order”?

A “Skull & Bones” é o capítulo americano de uma sociedade secreta alemã e conhece várias designações, para além desta, que é mais conhecida e que surge no filme de De Niro, mas os nomes “Chapter 322”, a “Brotherhood of Death”, “The Order” ou “Bones”. Fundada na Universidade de Yale em 1832, pelo general William Russell e por Alphonso Taft, a Ordem cedo se imiscuiu nos assuntos dos grandes, já que Taft seria Secretário da Guerra em 1876 e Procurador Geral dos EUA. Russell, por sua vez, haveria de ser eleito congressista pelo Connecticut e a sua família deveria a sua fortuna ao comércio de escravos e de ópio… Actividades que poderiam estar na origem da escolha do símbolo da “Skull & Bones”:


(http://www.rotten.com)

Segundo alguns, nomeadamente segundo Antohony C. Sutton e Ron Rosenbaum, dois investigadores que trabalharam sobre as origens da “The Order”, a sociedade alemã de onde esta sociedade secreta americana emanaria seria, nada mais nada menos, que a Seita dos Illuminati. Segundo estes autores, o símbolo da caveira e dos ossos, é comum a esta sociedade secreta alemã. Outros, vão ainda mais longe, ao afirmarem que a “The Order” é apenas a “Illuminati” sob disfarce e que o simbolismo da inciação na “Skull & Bones” indicaria também uma estreita ligação com a Maçonaria, sendo o ritual, a decoração e os símbolos da “The Order” idênticos aos de muitas lojas maçónicas em actividade na Alemanha dos finais dos Séculos XVIII-XIX.

Os investigadores Webster Griffin Tarpley e Anton Chaitkin escreveram que “As fundações da Skull and Bones são uma história de ópio e Império, numa luta acesa pelo controlo político sobre a nova república dos Estados Unidos”.

Desde a sua fundção que a “Skull and Bones” é financiada pelo “Russell Trust” desde 1856, como surge no filme de Robert de Niro e as suas reuniões anuais decorrem num clube reservado situado numa ilha (“Deer Iland“) no Rio de São Lourenço, em Nova Iorque. A Ilha é um dos principais cenários para o filme “O Bom Pastor”, mas surge sempre incorrectamente legendada como “Deer Island”, o que é incorrecto, já que o nome não se refere a “veados” (deer), mas resulta de um desejo expresso do seu doador, um membro da ordem, George D. Miller.

Todos os anos, só quinze finalistas de Yale são seleccionados para entrar na Sociedade e desde o começo é-lhes embutido um forte sentido de secretismo, com instruções precisas como a obrigação de abandonar uma sala onde alguém mencione o grupo…

Os neófitos da “The Order” são conhecidos como “Cavaleiros”, segundo a tradição das antigas ordens de cavalaria. Quando alcançam o grau mais alto da Ordem passam a ser designados como “Patriarcas”. Paralelamente, todos aqueles que não pertencem aos quadros da Ordem são conhecidos como “vândalos” ou “gentis-homens”.

A pertença activa na “Skull and Bones” está limitada a 20 ou 30 famílias, fundamentalmente as primeiras famílias que chegaram à costa leste dos EUA no século XVIII, como os Whitney, os Lord, os Phelps, os Wadsworth, os Allen, os Bundy, os Adams e outros (escreve Sutton). Atrás destas poderosas famílias, estão os que enriqueceram nos EUA nos últimos cem anos, como os Harriman, os Rockefeller, os Payne, os Davison, etc…

Estas famílias procuram assegurar o seu poder, mantendo “limpas” as suas linhas de sangue, garantindo casamentos entre si, reforçando os laços económicos, de forma a assegurarem para si o essencial do controlo político e económico sobre os Estados Unidos.

A “The Order” é a pedra de fundação das estruturas que governam hoje o mundo. É aquela sociedade que municia de recrutas e princípios o “Council on Foreign Relations”, os “Bilderbergers” e a “Comissão Trilateral” e o controlo dos seus membros sobre a Economia e o Mundo, neste contexto de crescente Globalização e de aumento de poder por parte dos grandes interesses financeiros e das grandes multinacionais é ímpar. Segundo um estudo do Congresso dos EUA, feito em 1980 e designado como “Structure of Corporate Concentration” e analisado pelo investigador Donald Gibson:

“A mesa de directores da Morgan incluiem indivíduos servindo nas mesas de 31 das 100 firmas de topo. O Citicorp está ligado a 49 empresas de topo, e o Chase Manhattan, Chemical Bank, e a Metropolitan Life têm cada uma 24 empresas representadas nas suas mesas de administração. Existe uma variedade imensa de outras presenças cruzadas nas maiores 100 firmas americanas, que oferecem uma densa teia de influências reforçadas por clubes privados (em que a Skull and Bones, é central), bases educativas, casamentos cruzados e pertença a organizações como o CFR (Council on Foreign Relations), Skull and Bones, a Trilateral, etc”.

 

Algumas Fontes:

http://www.oilempire.us/skullbones.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Skull_and_Bones

http://www.cbsnews.com/stories/2003/10/02/60minutes/main576332.shtml

http://www.freedomdomain.com/skullbones.html

http://www.rotten.com/library/conspiracy/skull-and-bones/

Anúncios
Categories: Cinema, Economia, Educação, História, Mitos e Mistérios, Política Internacional, Sociedade, Wikipedia | 9 comentários

sQuid S1-61: Que sistema operativo era este?

sa.gif

Categories: Delírios, sQuids S1 | 3 comentários

4. As Origens da Escrita Cónia; 4.3. Origem no Mar Egeu

A origem da Escrita Cónia tem como outra fonte provável a região do Mar Egeu. Esta importação – a ter realmente ocorrido – teria tido lugar no segundo milénio a.C. sofrendo posteriormente grandes influências da Escrita Fenícia. Esta é, resumidamente, a tese do maior especialista espanhol da Escrita Ibérica, Gomez Moreno, uma tese que partilha com o português Rogério Azevedo. Segundo a proposta de Gomez Moreno, a Escrita Cónia seria um silabário desenvolvido no sul da Península no decorrer da Idade do Bronze. E contudo, apesar de todo o prestígio destes historiadores a sua posição não tem sido consensual. De entre os seus críticos destaca-se o nome de Javier de Hoz, que reuniu contra a teoria da origem Egeia da Escrita Cónia um conjunto de argumentos. Hoz começou por destacar a originalidade intrínseca da Escrita Cónia, uma originalidade muito evidente na presença inquestionável nesta escrita de caracteres de origens diversas, grega e fenícia, nomeadamente. Aprofundando depois a sua crítica, Hoz destacaria ainda a existência nesta teoria de incompatibilidades estruturais, sobretudo na notação das consoantes não-oclusivas e na redundância de signos que é particularmente rica nas inscrições cónias, pormenores importantes que abalam a coerência interna da teoria de Gomez Moreno.

Categories: A Escrita Cónia, História | 1 Comentário

Quids S7-2: De que Sociedade é este símbolo?

hhhh.gif

Dificuldade: 2

Categories: Filmes, Quids S7 | 5 comentários

A EMEL… A “OCP” de Robocop em Lisboa…


(http://www.autohoje.com)

A onda de revolta contra a EMEL (Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa), uma das empresas mais odiadas de Portugal tem conhecido novos extremos nos últimos dias, com uma multiplicação da onda de agressões contra os seus funcionários por parte de lisboetas e de visitantes da Capital cada vez mais irritados com o crescente poder atribuído pela fatídica gestão Carmona à empresa.

Agora, a EMEL já não se limita a caçar os veículos que não pagam parquímetro e os seus funcionários procuram também carros estacionados em segunda fila, ou estacionados em cima de passeios ou em em passadeiras, ocupando as competências que antes pertenciam exclusivamente às polícias…

Este aumento de poderes da empresa corresponde a entregar a uma entidade privada competências que nunca deviam sair da esfera do Estado e das Polícias. Uma coisa – legítima – é criar uma Empresa Municipal e fazê-la construir e gerir parques de estacionamento, outra coisa, liminarmente Justa, é entregar os lugares de estacionamento, mas outra, muito diversa e perigosa é concessionar a uma empresa privada ou municipal uma actividade que é do Estado. A aprofundar este caminho cairemos na “Utopia Liberal” de Carrapatoso e do “Blasfémias” onde a própria Polícia é entregue a concessionários privados, e numa sociedade a que “Robocop” aludia e onde a multinacional “OCP” desempenhava na cidade de Detroit as funções da extinta força policial.

É aqui que queremos chegar? Com o incremento da sanha multadora da EMEL e dos seus infatigáveis fiscais o que vamos fazer a Lisboa? Afastar de uma cidade cada vez mais habitantes e visitantes num contexto de 144 mil casas vazias na Capital? Dificultar cada vez mais, com doses crescentes e renovadas de burocracia dificultadora para o mítico e muitas vezes imaginário “Cartão de Residente” para impedir o acesso dos lisboetas ao estacionamento na sua própria rua?

Fonte: Portugal Diário

Categories: A Escrita Cónia, Política Internacional, Política Nacional, Sociedade Portuguesa | 47 comentários

Luís Pedro Nunes do “Eixo do Mal” e o Gozo sobre os Portugueses que se dão por felizes por terem emprego e ganharem 160 contos mensais

Luís Pedro Nunes, das Produções Fícticas, jornalista, colunista, participante do programa da SIC Notícias “Eixo do Mal” produziu recentemente num destes programas uma das maiores aleivosias que me foi dado ouvir nas últimas décadas: Disse o personagem (membro vitalício da elite dos “Quatrocentos“) que segundo um certo Estudo Europeu os portugueses sentiam-se felizes se ganhassem 10 mil euros por ano.

Luís Pedro Nunes interpretou este patamar como um sinónimo da “falta de ambição” herdada ainda do Salazarismo e galhofando com a sua abastada mesa de comentadores residentes comentou a ridicularia do montante como correspondendo a apenas 160 contos mensais.

É certo que os tachos do dito Jornalista são muito numerosos… De director do “Inimigo Público”, a comentador do “Eixo do Mal”, a jornalista freelancer, a director da Revista Kulto, a escritor e a sei lá eu que mais, Pedro Nunes parece viver de rendimentos muito superiores a esses “pouco ambiciosos” 160 contos… Mas rir-se daqueles 460 mil portugueses que estão no Desemprego (ver AQUI) a viver dos 65% do seu anterior ordenado, ameaçados pelo terror do desemprego do conjuge (quando têm a sorte de o ter), e contando ansiosamente pelos meses que faltam pelo fim desse subsídio… Isso, já é demais… Especialmente quando esse número aumento num só trimestre para mais 41 mil novos desempregados, numa explosão a que a tímida Retoma não parece ser capaz de pôr cobro…

Por isso… Bem que compreendo aqueles que se dão por gratos por ainda terem um Trabalho que lhes garanta um ordenado regular ao fim do mês enquanto vêm os seus vizinhos, familiares e amigos engrossarem a Legião de Desempregados deste país e muito mal compreendo esta ironias e gáudio de Luís Pedro Nunes, mais a da sua camarilha abastada e mediática do “Eixo do Mal”…

Categories: A Escrita Cónia, Sociedade Portuguesa | 88 comentários

sQuid S1-60: O que estão estes homens a fazer?

j_4.jpg

Categories: Delírios, sQuids S1 | 7 comentários

4. As Origens da Escrita Cónia; 4.2. Origem Oriental

O arqueólogo Varela Gomes julga reconhecer nas sete dezenas de estelas inscritas cónias traços que permitem adivinhar influências do Mediterrâneo Oriental, citando as suas palavras: “Originária do Leste do Mediterrâneo, encontra paralelos nas escritas minorasiáticas da Lídia, Licinia, Cária e Frígia, no grego arcaico (eólio e jónio) e no etrusco, revelando uma raiz comum no modelo semítico da Síria do Norte.” Opinião semelhante – ainda que mais precisa na sua preferência pela origem etrusca – é a de Antonio Guadan. Este numismata espanhol defende a posição de que a escrita teria penetrado na Península a partir da sua região Ocidental, do Sudoeste Ibérico, subindo depois o curso do Bétis a escrita acabaria por chegar também às outras populações peninsulares. Mas também os cónios se situavam no Sudoeste e mantinham com Tartessos relações muito próximas, uma tese que o próprio Guadan levanta nesta mesma obra e que concorda com a tese da primazia cónia na introdução da escrita na Península Ibérica: “as inscrições do Algarve, que poderiam ser os seus mais longínquos protótipos”.

Em suma, o posicionamento da Escrita Cónia no ramo afro-asiático (ou Semita), quando ao sistema de escrita, é manifesta, sendo evidentes as semelhanças e influências dos caracteres fenícios nos caracteres da escrita cónia, mas não encontramos vestígios etruscos e anatólicos suficientes para poder pensar em qualquer tipo de relação genética.

Categories: A Escrita Cónia, História | Deixe um comentário

Quids S7-1: Qual é a história desta rã?

ag.jpg
Dificuldade: 5

Categories: Filmes, Quids S7 | 7 comentários

Actividade OVNI anormal sobre os céus do Irão…

Os relatos de avistamentos de OVNIs no território iraniano têm-se multiplicado nos últimos anos. Mas será que se trata mesmo de… OVNIs?

Segundo a agência noticiosa iraniana, FNA, um OVNI foi observado a 17 de Janeiro: “um objecto luminoso foi observado de novo no céu” no Irão Ocidental entre as 19:10 e as 20:30. As testemunhas acompanharam o OVNI no céu durante mais de uma hora. Outro avistamento foi observado a 15 de Janeiro onde as testemunhas descreveram um objecto “tão grande como uma bola, com um raio amarelo e uma côr brilhante e vermelha no centro”. O objecto estaria a voar a muito baixa altitude.

Também, a 17 de Janeiro, um outro relato mencionou uma queda de um OVNI algures nos Montes de Barrez, na província de Kerman. O próprio governador da província, um tal de Abulghassem Nasrollahi teria dito à FNA que o crash, a que se seguiu uma explosão e uma espiral fina de fumo, não provocara vítimas nem danos em propriedade. Segundo testemunhas no local o acidente teria sido provocado por um objecto luminoso que se despenhara no solo. O local do impacto teria sido a cerca de 100 km da capital provincial de Kerman.

Algumas testemunhas relataram que o objecto estava em chamas e que deixava atrás de si um fino rasto de fumo, o que não é incompatível com um meteoro… Estes objectos ao atravessarem a nossa atmosfera alcançam altas temperaturas e, frequentemente, ardem completamente antes de tocar a superfície terrestre (aliás, a superfície fundida é o traço mais distintivo de um meteoro). Alguns, deixam efectivamente um rasto de fumo à sua passagem, como é descrito neste avistamento… Ao contrário do que é dito na notícia da FNA… Qual será o interesse do redactor? Dar a entender implicitamente que as forças de defesa do Irão conseguiram abater um “OVNI”/aparelho espião dos EUA, como é sugerido no final do artigo?

O governador iraniano adiantou que o acontecimento não poderia estar relacionado com a queda de um avião ou helicóptero iranianos, já que todos os aparelhos em actividade na área estavam em boas condições e com paradeiro conhecido.

Estes avistamentos e acontecimentos têm-se multiplicado desde 2005, um pouco por todo o Irão… Fontes governamentais acreditam que a maioria dos OVNIs registados serão aviões-espiões ou equipamentos espiões de alta tecnologia dos EUA, antecipando um ataque ao seu país…

Será que o Aurora está em actividade nos céus do Irão?

Será apenas uma acumulação estatística de actividade meteórica?

Ou será que… eles andam mesmo aí? É que se sabe que os OVNIs são avistados muito frequentemente junto de instalações nucleares ou nos períodos que antecedem um grande conflito militar… A questão é a de saber se estes extraterrestres vestem ou não uniformes azuis da USAF…

Fontes:

FARS News Agency
Wikipedia

Categories: Mitos e Mistérios, Política Internacional, Sociedade | 12 comentários

sQuid S1-59: Como se chama este computador de bolso?

sot.jpg

Categories: Delírios, sQuids S1 | 8 comentários

4. As Origens da Escrita Cónia; 4.1. Uma Origem Autóctone?

Para o Professor Adriano Vasco Rodrigues a escrita cónia encontraria as suas raízes nos desenhos geométricos dos finais do Eneolítico e das quais existem vários testemunhos no nosso território. Se Vasco Rodrigues tem razão, a origem do alfabeto que ainda hoje utilizamos e que é essencialmente a adaptação romana do alfabeto grego, por sua vez uma importação fenícia, estaria não nos fenícios mas nos cónios… Uma teoria arrojada, sem dúvida. Estácio da Veiga em 1891 apresentou a tese de que “o alfabeto longe de ter tido origem, como é suposição corrente, na Fenícia, proveio da Península Ibérica”. Também Mendes Correia, em 1928, na sua “História de Portugal” escrevia que “a sua origem oriental é um arreigado preconceito erudito” e apontava os grafitos de Alvão (Trás-os-Montes) como os antepassados da Escrita Cónia. António Navarro acha que “os navegadores fenícios, apenas reduziram e simplificaram o alfabeto que aqui vieram encontrar no Sudoeste Peninsular, dada a grande vantagem comercial que certamente lhes proporcionava. Simplificaram-no, reduzindo-o a um sistema alfabético para eles mas meramente consonântico, sem vogais, sem base mnemónica e, portanto, acrofónicamente desajustado.

Todos os sistemas originais de escrita conhecidos apresentam níveis de evolução. Por exemplo, a escrita minóica Linear B foi classificada por John Chadwick em três fases distintas. Com a Escrita Cónia não temos esse fenómeno. Ela surge, já amadurecida, muito depois dos grafitos de que falávamos no parágrafo anterior e sem vestígios de continuidade evidentes. A única explicação razoável para esta ausência é a origem exógena da escrita, isto para prejuízo da tese de Lopes Navarro.

Na questão da origem do alfabeto, a datação assume naturalmente um papel determinante. Neste ponto, sabe-se que as estelas cónias recuam ao século VII a.C., ou mesmo até aos finais do VIII, ou seja, que são anteriores em quase dois séculos às primeiras inscrições ibéricas descobertas na Andaluzia e no Levante espanhóis. Esta é a opinião de Mário Varela Gomes, que a coloca como a mais antiga escrita peninsular e da Europa Ocidental.

Categories: A Escrita Cónia, História | Deixe um comentário

Quids S6-32: Que carro desportivo é este?

d6.jpg

Dificuldade: 5

Categories: Quids S6 | 9 comentários

Timor e a Austrália assinam um Tratado de partilha do Mar de Timor

E eis que a Austrália cobra a Timor a factura do seu “auxílio desinteressado” e leva o governo que colocou no poder em Dili a ratificar o tratado de partilha dos recursos do Mar de Timor com a Austrália. O tratado entrega em iguais medidas, à Austrália e Timor, a exploração das riquezas petrolíferas e adia o estabelecimento de uma fronteira marítima comum para daqui a 50 anos.

O que é irónico e suspeito é que o campo petrolífero activo de nome “Sol Nascente” está apenas 20,1% dentro da área partilhada e 79,9% fora da mesma. Em consequência, as receitas australianas serão maiores que as timorenses. A Austrália, comprometeu-se a entregar a Timor a diferença até cobrir os 50%, mas obviamente será esta que vai unilateralmente declarar o montante das explorações, fora do controlo timorenses, e logo, será apenas a Austrália que vai conhecer o valor absoluto onde se aplicará depois essa percentagem… Como suspeitava o demitido Mari Alkatiri e referimos AQUI.

Fonte: RTP

Categories: Política Internacional, Sociedade | 2 comentários

A partir de 2008, serão fabricados 7 Ariane 5 ECA por ano


Ariane 5 ECA (http://newsimg.bbc.co.uk)

Um acordo assinado em Bremen, na Alemanha a 15 de Fevereiro confirmou o aumento da produção de lançadores Ariane 5 ECA de forma a satisfazer a crescente procura no mercado mundial de lançamento de satélites. Como consequência, a partir de Fevereiro de 2008, serão fabricados 7 Ariane 5 ECA por ano, incluindo um foguetão para lançar para a ISS o “Automated Transfer Vehicle” (ATV) da ESA.

Este aumento de produção vai garantir que a Europa mantenha a sua quota de mercado de mais de 50% de todos os lançamentos de satélites no mundo e mantêm a Europa na dianteira da actividade comercial no Espaço… Infelizmente, para que a Europa se assuma finalmente como uma verdadeira potencia espacial falta ainda o estabelecimento de um programa tripulado autónomo e uma ambição renovada que dê à indústria aeroespacial europeia a propulsão de que esta precisa para se autonomizar dos governos e crie o Emprego os níveis de Inovação de que precisa para poder competir com a Índia e a China, cada vez mais ambiciosas e gastando ambas cada vez mais nos respectivos programas espaciais…

Fonte: Space Daily

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

São descobertos 50 mísseis anti-aéreos num armazém perto de Bagdad


Míssil Strela 3 (SA-14)

A Polícia iraquiana encontrou perto de 50 mísseis terra-ar num armazem situado nos arredores de Bagdad. Esta descoberta poderá estar relacionada com o recente aumento do número de helicópteros americanos abatidos no Iraque, dos quais sete aeronaves foram abatidos num único mês. Embora os EUA tenham admitido que apenas um fora derrubado por um míssil, a verdade é são demasiados helicópteros a serem abatidos num único mês por metralhadoras ligeiras… Se é que algum o foi…

O míssil que abateu o último helicóptero, um CH-47, parece ter sido um “Strela”, um míssil concebido na Rússia mas produzido em vários países do mundo, desde a Coreia do Norte ao Egipto. O Strela-2, é relativamente abundante no mercado negro iraquiano, mas é mais provável que tenha sido usado um Strela 3, que é mais eficiente e que não é fácil encontrar no Iraque… Já que custa 10 vezes mais e requer um treinamento especial…

A notícia não indica que tipo de mísseis foram encontrados, mas a quantidade descoberta indica que poderão não ser restos do arsenal de Saddam, mas novos armamentos, recebidos do Irão, onde é fabricada uma grande profusão de mísseis pessoais anti-aéreos. A intensificação destas entregas destes armamentos poderia explicar este súbito aumento das perdas de helicópteros americanos no Iraque e enquadrar-se-ía no contexto de um eminente ataque aéreo ao Irão, que este tenta dissuadir intenficando o conflito no Iraque e aumento das já muito altas perdas americanas no terreno.

Fontes:

Jornal do Brasil

KavkazCenter

Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci, Política Internacional, Sociedade | 8 comentários

Sobre o recente disparar do número de desempregados em Portugal

Embora existissem alguns sinais que indicavam que o número de desempregados em Portugal tinha finalmente parado de crescer, o INE revelou recentemente que no quarto trimestre de 2006 a taxa de desemprego tinha subido para 9,2%, mais 0,2 em relação ao período homólogo, e mais 0,8% comparativamente com o trimestre anterior. No total, existem em Portugal, actualmente 458 mil desempregados…

Quando confrontado com estes números, o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, que a este ritmo se arrisca a mudar de título para “ministro do Desemprego e da Inércia Social”, Vieira da Silva, declarou que se “tratava de um momento e não de uma tendência”… O ministro optou assim por enfiar a cabeça dentro da areia…

Mas mesmo que a tal dita “Retoma” se afirme mesmo como verdadeira e substancial, isso implicará uma redução do número de desempregados? E como esquecer que um número crescente deles tem mais de quarenta anos e que o mercado de trabalho, os gestores e empresários portugueses e até, o próprio Estado, se recusam a empregar pessoas que tenham mais de 40 anos, sem terem em conta a sua experiência ou qualificação profissional? E que a maioria dos jovens (até aos 35 anos) têm actualmente um emprego precário? E que quando se encontra finalmente um emprego, depois de longos meses ou anos de busca incessante, este é geralmente mais mal remunerado que o anterior? E precário, quase de certeza…

O que pode o Estado fazer além de enfiar a cabeça debaixo da areia e esperar (sentado) que o “Mercado” resolva o problema? Bem… Pode começar por aliviar os impostos que as empresas pagam pelos empregados com mais de quarenta anos, incentivando as empresas a contratar pessoas desta faixa etária e reduzindo em geral a carga fiscal que tem pagar quem contrata, em todos os outros segmentos da população laboral portuguesa… É que é preciso não esquecer que a maioria dos trabalhadores de quarenta anos de idade tem filhos em idade escolar ou pré-escolar e que o seu desemprego acarreta para além de um drama pessoal a erosão significativa da qualidade de vida de uma criança e de um futuro cidadão que o Estado tem o dever de acarilhar e proteger, tanto como os seus pais…

Fonte: Agência Financeira

Categories: A Escrita Cónia, Economia, Sociedade Portuguesa, Websites | 6 comentários

sQuid S1-58: Quem disse isto?

“As Leis são como as salsichas. É preferível não as ver a serem feitas.”

Categories: Delírios, sQuids S1 | 8 comentários

Haverá Vida em Marte?


(http://www.spacedaily.com/images/mars-water-newcolor1-desk.jpg)

Os cientistas reunidos no congresso da “Associação Americana para o Avanço da Ciência” que decorre em São Francisco (EUA) acordaram que existe actualmente uma multiplicidade de pistas que apontam para a existência de vida na água que existe no seu subsolo.

Estas conclusões das sonda americana (MRO) e europeia (Mars Express) apontam claramente para a existência de água no subsolo marciano, um local menos inclemente que a hostil superfície marciana e que pode ser o último refúgio da vida que outrora properava nos rios e no oceano marciano.

No passado Dezembro, como noticiámos AQUI, a sonda Mars Global Surveyor detectou a formação recente de duas ravinas numa cratera marciana que pareciam indicar que a água no subsolo extravasava para a superfície. Estas formações já estavam na mira dos planetólogos desde 2000, já que poderiam ser uma prova da existência de água líquida no Planeta Vermelho.

A reforçar estas pistas, temos a detecção recente de metano na atmosfera marciana… E a quase certeza que este gás está lá porque foi produzido através de bactérias, por processos biológicos…

Estas pistas reforçam a necessidade de realizar uma missão tripulada conjunta a Marte… Uma missão ambiciosa e cara, mas que pode reunir num conjunto coeso e uniforme as três grandes potencias espaciais da actualidade (EUA, Rússia e Europa), já que Índia e China parecem mais empenhadas em percursos propagandísticos autistas e estéreis…

Fonte: Público

Acredita que o Homem vai acabar por enviar uma missão tripulada a Marte?
1) Sim
2) Não

View Results

Categories: SpaceNewsPt | 13 comentários

Quids S6-31: Que avião é este?

d7.jpg
Dificuldade: 3

Categories: Quids S6 | 11 comentários

Segundo a RTP, os “misteriosos desenhos dos incas” estariam em risco de serem destruídos… Mas quais “misteriosos desenhos”?

Segundo uma notícia da RTP, “os misteriosos desenhos incas do Peru teriam escapado por escassas centenas de metros às inundações que se abateram sobre este país.”

Pois é… Quando ouvi aquilo fiquei logo a matutar sobre que “desenhos incas” seriam estes… Será que… Não, não podia ser!… Mas quando ouvi referirem os misteriosos desenhos de um “macaco”, que ao que parece seria este:

Percebi que estavam afinal a falar dos misteriosos desenhos dos índios Nazca… Do peru, sim, mas que nada têm a ver com os incas… Estes desenhos foram criados no deserto a cerca de 250 Km para sul da capital peruana, Lima, numa data que se estima estender de 200 a.C. até 700 d.C., com motivações desconhecidas, mas que se supõem serem religiosas ou rituais e consistem em várias centenas de desenhos de aranhas, mãos, macacos, lagartos, motivos puramente geométricos, etc.

Ao contrário do que dizia a notícia da RTP, os desenhos não estavam a salvo das inundações nem das derrocadas… Bem pelo contrário, decorrem agora trabalhos urgentes de protecção aos desenhos mais importantes e alguns dos menos conhecidos já foram seriamente danificados…

A prioridade dada pelo governo peruano a estes trabalhos resulta do facto dos desenhos de Nazca serem das maiores atracções turísticas do Peru e também um dos mistérios mais conhecidos do Mundo… Com excepção talvez da redacção da RTP, ao que parece… Francamente, sempre defendi que a condição de Jornalista deve ser incompatível com um baixo nível de Cultura geral, e o que mais intriga em gaffes desta escala é saber que para que uma notícia chegue a ser emitida, tem que passar pelo crivo de… quantas pessoas? Dez? Vinte? E ninguém reparou nesta gaffe? Ou estavam-se todos nas tintas e deixaram o apresentador passar uma figura triste para satisfazer uma qualquer quezília redactorial? Não sei… Mas seria bom que erros desta escala não se tornassem cada vez mais comuns, já que a televisão é, infelizmente, o principal educador da nossa sociedade e certamente a maior fonte de cultura disponível para a maioria das pessoas.

Imagens dos desenhos Nazcas, AQUI

A notícia, tal como ela devia ter sido dada… AQUI

Conhecia estes desenhos dos Nazca?
1) Sim
2) Não

View Results

Categories: A Escrita Cónia, Economia, História, Sociedade Portuguesa | 9 comentários

sQuid S1-57: Que avião é este?

a.jpg

Categories: Delírios, sQuids S1 | 2 comentários

Quids S6-30: Que avião é este?

d0.jpg
Dificuldade: 4

Categories: Cinema, Quids S6 | 5 comentários

A Rússia vai vender MBTs T-90 à Arábia Saudita e… Tecnologia Nuclear!


T-90 do exército indiano (http://upload.wikimedia.org/wikipedia)

A Arábia Saudita está em negociações com a Rússia, preparando a aquisição de um pacote de armamento e de tecnologia nuclear civil.

No pacote de armamento poderão estar 150 MBTs T-90 russos e sabe-se que o reino hachemita testou estes carros no deserto, em 2006, avaliando a possibilidade da sua aquisição.

Do pacote de compras à Rússia, também fariam parte helicópteros de transporte Mi-17.

Completando esta aproximação Rússia-Arábia Saudita, está ainda a proposta feita por Putin, na sua última viagem ao reino hachemita de colaboração no domínio da tecnologia nuclear, que se insere plenamente na declaração conjunta dos países do Conselho de Cooperação do Golfo, que agrupa para além da própria Arábia Saudita, os Emirados Arábes Unidos, o Kuwait, o Qatar, o Bahrein e Oman, de que estariam interessados em desenvolver tecnologia nuclear para… fins pacíficos…

Esta movimentação dos países que orbitam em torno do poder saudita, sunita e rico, resulta certamente da aproximação crescente do momento em que o Irão se irá armar com a Bomba Nuclear… Se a República Islâmica se armar com a Bomba, as restantes potencias da região não poderão ficar impassíveis e imóveis, e terão que embarcar, elas também, na mesma corrida, com todos os riscos que isso implica para a Paz e para a Estabilidade Regional e Mundial… Se o Irão se tornar Potencia Nuclear, a Arábia Saudita terá que lhe seguir os passos… Para alegria da Rússia, que assim vê aumentar a sua influência no Médio Oriente, através da exportação da tecnologia a toda a gente, que competirá entre si pelo seu controlo e exportando armamento de ponta a todos os que o quiserem comprar… Ganha a industria armamentista russa e perde a estabilidade regional…

Por isto e pelo resto que já por aqui escrevi, acredito cada vez mais que se impõe um movimento radical e decisivo que ponha cobro às ambições nucleares do Irão… Um movimento que retire ao Irão as capacidades para construir bombas atómicas, mas que não provoque perdas civis, nem económicas. Um movimento que não destrua as hipóteses que os moderados regressem ao Poder no Irão, mas que exponha a fraqueza do regime e a tirania de que este se alimenta.

Fonte: Público

Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci, Política Internacional, Sociedade | 12 comentários

sQuid S1-56: Como se chama esta espécie?

bnbbb.jpg

Categories: Delírios, sQuids S1 | 13 comentários

A Itália quer julgar agentes da CIA…


(Abu Omar, o clérigo raptado pela CIA in http://www.adnkronos.com)

A Itália prepara-se para tentar levar a tribunal 26 cidadãos americanos acusados pelo rapto de um clérigo muçulmano, levado à força para o Egipto, onde teria sido alvo de torturas várias…

Estes americanos, agentes da CIA em território italiano e o antigo chefe da espionagem militar italiana (a SISMI) deverão escapulir-se às malhas da Justiça italiana, já que os EUA não têm a política de deixar que os seus cidadãos sejam julgados no Estrangeiro, mas a própria existência do Julgamento representa um golpe violento contra a credibilidade e superioridade moral do Ocidente e dos EUA nesta cada vez mais suja “Guerra ao Terrorismo”… Se as leis dos países aliados não foram respeitadas… Se a tortura, o rapto e a violência foram usadas sistematicamente conta indivídios que nalguns casos até eram inocentes, isso não contribuirá ainda mais para acirrar os ânimos daqueles que se fazem detonar nas nossas estações de metro e comboio e não contribuir nada para o fim desta verdadeira “Guerra Religiosa” que opõe o Islão ao Ocidente?

Fonte: Rinf.com

Categories: Política Internacional, Sociedade | 3 comentários

A SpaceX adia para 9 de Março o segundo teste do “Falcon 1”

Video do primeiro lançamento (falhado) do Falcon 1 da SpaceX

O segundo teste de um foguete Falcon 1 da empresa privada americada Space Exploration (SpaceX) foi adiado até aos começos de Março devido à falta de pessoal militar que presta serviços à SpaceX na base de lançamentos, no “Kwajalein Army Range”, numa ilha do Oceano Pacífico. Inicialmente previsto para meados de Fevereiro, o falhanço do primeiro lançamento do Falcon 1 foi um sério problema para a SpaceX e criou uma especial ansiedade sobre este segundo teste, primeiro marcado para finais de Janeiro, depois para meados de Fevereiro por causa de problemas técnicos com o Falcon 1, e agora, novamente adiado para o início de Março.

O lançamento agora calendarizado para 9 de Março será o segundo teste para demonstrar à DARPA (“Defense Advanced Research Projects Agency”) as capacidades do foguetão e colocar em órbita duas cargas experimentais.

O Falcon 1 é um foguetão parcialmente reutilizável, nomeadamente no primeiro estágio que é recuperado por paraquedas e mede 21 metros de altura.

A SpaceX espera lançar 3 Falcon 1 em 2007, incluindo este teste de Março, um segundo disparo para o U. S. Naval Research Laboratory e um terceiro para lançar um satélite para a Agência Espacial da Malásia.

Fonte: Space.com

Categories: SpaceNewsPt | 1 Comentário

Quids S6-29: Que avião é este?

ssss.jpg
Dificuldade: 4

Categories: Cinema, Quids S6 | 10 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade