sQuid S1-44: A que força pertencem estes soldados?

Anúncios
Categories: Delírios, sQuids S1 | 24 comentários

Navegação de artigos

24 thoughts on “sQuid S1-44: A que força pertencem estes soldados?

  1. Váli

    Forças Americanas na guerra da Coreia.

  2. perto… mas é outra guerra… de maior escala!

  3. Váli

    Forças Americanas na 2ª Grande Guerra.

  4. essa é a guerra… mas a frente é a italiana… mas as forças não são dos EUA…

  5. Pedro Tavares

    Acho que Váli acertou.

    Que dizes, Rui?

  6. Váli

    Será o 8º exército Inglês?

  7. Pedro Tavares

    1st Canadian Division ?

  8. Váli

    Se não forem os Ingleses devem ser do 2º Corpo Polaco.

  9. hehehe… como estão longe… mas o váli começou por estar perto… em resumo:
    1. é a Segunda Grande Guerra
    2. é a Frente Italiana
    3. não são forças dos EUA nem canadianas, nem britânicas…
    4. mas são forças… americanas!

  10. Váli

    Brazilian Expeditionary Force (FEB).

  11. Pedro Tavares

    Franceses ?

    “In December 1943 the Allied line was reinforced by a French corps equipped with American arms.”

  12. Váli! exacto! é mesmo a FEB! uma força que combater na campanha de Itália em condições lixadas e que foi relativamente ignorada pelos historiadores da WWII…
    Pedro: é verdade… mas estes são da FEB!

  13. é claro! a menos que os ditos cometam a asneira de viajarem até à Alemanha… Os EUA nunca, mas nunca mesmo, os hão-de entregar voluntariamente… lembram-se do caso daquele agente dos serviços italianos morto num ataque de pânico se um GI americano?…

  14. Nito

    pois imagino que sim…
    Já viste a última do Chavez, nacionalização das companhias de Telecom e electricidade (que estão sob controlo de empresas americnas)… ao que os americanos responderam :”…está a por em causa a democracia da região…”
    Mas como ele é o chefe de estado de um dos maiores exportadores de crude (50% prod vai para os EUA)…enfim e a comprar Sukois com o dinheiro dos cowboys…ahahahah

  15. Ultramar

    Cheguei tarde para dar meu palpite, já adivinharam! Mas com uma grande ajuda sua, Rui! É incrível com foi necessária essa grande ajuda para “adivinharem”… É uma pena que, provavelmente, os que comentaram nem soubessem que o Brasil esteve na Segunda Grande Guerra… Mas a FEB obteve importantes vitórias na Itália! Monte Castelo ,Montese, Zocca…E muitos prisioneiros alemães e italianos. E a FAB, com os P-47 Thunderbolt, também causou importantes perdas ao inimigo. Realizando 5% das missões de todos os Grupos comandados pelo “XXII Tactical Air Command”, foi responsável por 85%(!) dos depósitos de munição destruidos, 36% dos depósitos de combustível, 28% das pontes, 15% dos veículos motorizados e 10% dos veículos hipomóveis do inimigo. Mas é claro que, assim como não mostraram o papel maior da Rússia na Guerra, também não aparecerão os brasileiros e seu sucesso nos filmes norte-americanos (vc está certo, Rui: americanos os brasileiros também são, pois América é um continente e não um país, apesar deles gritarem “aqui é a América”; bem certos os espanhóis, ao chamá-los de “estadunidenses”). Agora, Rui, os P-47, entre os melhores da Segunda Guerra, seriam equivalentes a qual avião de hoje? 🙂

  16. Maverick

    Panavia Tornado ou SEPECAT Jaguar (ou ainda, talvez o A-10 Thunderbolt II/Warthog)!

    Tal como estes fantásticos jactos, com larguíssimas e espectaculares provas dadas ao longo destes últimos conflitos (no entanto, não foram guerras a sério, apenas Conflitos de Baixa Intensidade), também os P-47 Thunderbolt fizeram com colossal sucesso:
    Interdiction of Battle Theater, Air Strike Attack, Anti-Tank Destruction, Anti-Fortifications Destruction, Elimination of Ground Mobility, Devastation of Enemy Concentrations Forces, Anti Surface Vessel, Close And Support of Foe Ground Forces … e mais uns quantos perfis operacionais secundários! (Éram Páu P`ra Toda a Obra!).
    E foram (principalmente) aparelhos cruciais nas escoltas às incurssões dos bombardeiros pesados B-17 Fortalezas Voadoras, os “Carrascos da Alemanha” (assim ficaram designados na História, juntamente com os gloriosos Avro Lancaster ). Os B-17 pertenciam à célebre 8ª Air Force Heavy Bomb Wing da USAAF, a força bélica que arrasou com o coração e a estructura nevrálgica da Alemanha, ou seja que destruiu o “Motor da Guerra” e lhe quebrou a “Espinha Dorsal”, espezinhando a Moral da Nação e o sentido de resistência das tropas e do povo germânico.
    Sem o P-47 (e também o P-51 Mustang, este o melhor caça da 2ª Guerra Mundial), jamais os aliados poderiam ter conquistado o “Esteio da Guerra”, ou seja a “Superioridade Aérea” (A Chave da Vitória), sobre tudo e sobre todos, garantindo em consequência, a vital “Cobertura Aérea” (a escolta, a defesa e a protecção) sobre as forças amigas de superfície (da terra e do mar).
    Portanto, tudo o que estava abaixo estaria sériamente comprometido e nunca os aliados conseguiriam, por quaisquer outros meios senão o Poderio Aéreo, vergar a Alemanha e os restantes países do Eixo.
    O P-47 Thunderbolt (foi garantidamente o segundo melhor caça da 2ªG.M.), neste caso um caça pesado, grande, compacto, robustíssimo, fortemente blindado e muito resistente ao fogo inimigo. Foram milhares os que, mesmo duramente atingidos por duros danos em combate, conseguiram trazer os seus pilotos sãos e salvos de regresso às bases. Tinham uma manutenção simples, pelo que em poucas horas estavam novamente consertados e aptos para prosseguirem as suas missões. Tinham um poder de fogo tremendo e muito concentrado, com oito canhões de rajada ultra-rápida de 20mm com ogivas explosivas, incendiárias e penetrantes. Nenhum tanque da época (Tiger ou Panzer) resistia aos seus disparos certeiros e maciços, muito menos a um só impacto de um dos muitos rockets transportados em “cachos” sob as asas. Esses rockets de cabeça grande explosiva, éram afixados aos ejectores “racks” sob as suas asas que, por sua vêz, também podiam carregar bombas, depósitos de combustível extra para aumento do raio de alcance e as temíveis bombas de “napalm” e de “fuel-air”, dotadas com um raio destrutivo superior a 200 metros.

    Resumindo, o P-47 Thunderbolt foi simplesmente uma das “Top Five Weapons” que deram a Vitória aos aliados!

  17. HOT

    Ora nem mais!!!

  18. A foto acima são de integrantes da FEB se não me engano em Fornovo.

    E a Cobra Fumou! Que os brasileiros não esqueçam esses caras!

  19. Infelizmente, Ribeiro, um aspecto muito pouco conhecido da história da II Guerra, aqui em Portugal! E um episódio muito honroso para as forças armadas brasileiras… Infelizmente, hoje em dia, a participação de forças brasileiras em missões de Paz é rara, com a única mas meritosa excepção do Haiti…

  20. O próprio povo brasileiro não tem conhecimento desses fatos. São poucos os que o sabem. Aqui á até mesmo um documentario menospresando a FEB. O Brasil não merece muitos dos filhos que tem.

  21. Aqui há até mesmo um documentário menospresando a FEB. Eu o assiti imaginando que iria ver um documentário honrando os velhos soldados, e o que ví, me dixou com um apertado nó na garganta. mMesmo não sendo militar e não ter vivído na época dos acontecidos fatos.

  22. Free of charge Movie For downloading in BLU-RAY Quality

  23. 您好,请问小编可以让我转载这篇文章吗?我会备注原文出处链接的和作者。

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: