“Moonlight” e “Moonraker” duas missões britânicas para a Lua?


(http://www.russellsastronomy.com)

O Reino Unido está a avaliar planos para enviar uma missão própria e independente para a Lua. Em avaliação estão duas missões propostas ao “Particle Physics and Astronomy Research Council” e que, se foram aprovados, serão lançados em 2010.

A primeira missão, designada de “Moonlight” consistirá em dardos de quatro metros lançados para o solo lunar a partir de um Orbiter, e deverá fornecer dados sobre os tremores de terra lunares e outros dados sobre a geofísica do nosso satélite. A segunda missão, de nome “Moonraker” deverá enviar um Lander para o solo lunar para recolha de dados.

Segundo o Professor Martin Sweeting, da “Surrey Satellite Technology Ltd”, o custo de lançamento de satélites e da Exploração Espacial caiu o suficiente para que o Reino Unido possa avaliar agora a possibilidade de “avançar sózinho”: “Current small missions to the moon cost around 500 million euro (650 million dollars) … With advances in small satellites we could probably cut the cost by at least a fifth.

Fonte: SpaceDaily

Concorda com estas missões autónomas do RU (isto é, fora do âmbito da ESA)?
1) Sim
2) Não

View Results

Categories: SpaceNewsPt | 11 comentários

Navegação de artigos

11 thoughts on ““Moonlight” e “Moonraker” duas missões britânicas para a Lua?

  1. Quanto a mim, quantos mais estiverem presentes na corrida á investigação espacial melhor.
    Um Abraço.

  2. Nito

    moonraker…ahahaha

  3. Não entendo muito bem essa fobia de irem sós. Se defendem um mundo global também seria bom defenderem uma aventura espacial com a presença de todos. Seria a busaca de novos mundos para todo o mundo.
    abraço

  4. os ingleses ainda funcionam como se ainda fosse aquela superpotencia do século XIX… daí estes exageros nacionalistas que representam um considerável desperdício de recursos e uma dispersão de esforços e logo, um convite ao fracasso…

  5. sa morais

    Dardos e landers? Coisas insignificantes e feitas a sós… 500 million euro?!? Para isso? Bah! Para quando uma União Mundial ( Earth Federation Space Exploration ou algo do género… ) e missões a sério? Estou farto de se fazerem cagaditas que bem podíamos ter feito nos anos 60/70… Mas pronto! Sou o eterno insatisfeito, que teve Great expectations no passado…

  6. Pedro Tavares

    Na cabeça deles vão refundar o Império Britânico.
    Melhor, um verdadeiro britânico diria vão expandir o Império.

    Britania Rules The Moon. HiHiHi…. 🙂

  7. Sá: ena pá! vejo que andaste a pensar no caso! pois se até tens nome e tudo! E sim, isso seria o ideal… Uma organização espacial comum, ligada à ONU. E o aspecto de que estas missões são as mesmas que se poderiam fazer na década de 70 é bem verdadeiro… falta aqui ambição… Os projectos são idênticos, mas agora, como o preço da tecnologia desceu, até os menores actores da cena (como o RU) podem ambicionar a organizá-los.

    Pedro: Hehehe. É novamente a história do anão que tenta abraçar o mundo…

  8. Nito

    Sá, viste isso no Star Trek ??
    Só faltam os Vulcanos e Klingons !!

    As pessoas nem se entendem neste planeta quanto mais no espaço… imagina se existisse petroleo na Lua…Bushisses…

  9. sa morais

    Nito: Mas temos de começar a pensar em exploração espacial a sério e depressinha. Imagina quando os recursos da terra começarem a dar berro…
    Mas o que me faz sonhar é mesmo a exploração e a aventura…

    Um dia vai acontecer! E então, que venham os Vulcanos e Klingons! Talvez assim o Homem perceba que é uma raça única e que tem de agir como tal, neste pequeno grão de areia cósmico.

    Quanto ao nome… Aquele era rebuscado… Basta: United Earth.

    Abraço!

  10. Nito

    concordo sá, foi mais pelo nome que me lembrei da(s) série(s)…;)
    já agora sá, porque não noutra lingua ? eu sei que o inglês é universal…mas para variar..
    é engraçado porque desde miudo questionava as séries de ficção pois os extra-terrestres falavam sempre inglês….ahahahah

  11. sa morais

    Essa de eles falarem sempre inglês… Mesmo que viessem da outra ponta do universo sabiam sempre inglês! Será que apanhavam a CNN? 🙂

    Julgo que o inglês se vai impor como língua mundial ( os computadores deram o empurrão ), isto se já não é…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: