O Alqueva vai receber as primeiras plantações de milho para a produção de bioetanol

“A área de regadio de Alqueva prepara-se para receber as primeiras culturas de milho que vão servir fins energéticos, em particular a produção de bioetanol, numa quantidade considerada vital para que ao país consiga cumprir a directiva comunitária relativa à utilização de biocombustíveis nos transportes.”

“Até 2010, para satisfazer os compromissos assumidos no Protocolo de Quioto, Portugal terá de incorporar como aditivo na gasolina e no gasóleo utilizados nos transportes públicos 5.75% de biocombustível.” (…)

“A este repto já respondeu pelo menos um consórcio, a Ethagal, constituído especificamente para a produção de bioetanol a partir do milho e de quem se prevê a instalação a curto prazo da primeira unidade industrial do género no país.”

Fonte: Público, 4 de Janeiro de 2007.”

E muito bem! Que se continue assim a livrar Portugal desta crónica e perigosa dependência das Importações Petrolíferas que tanto dano criam na Balança de Pagamentos. A medida em si peca por tardia, mas tem em semente o modelo exemplar que é o de entregar a produção de energia a um consórcio privado constituído por empresas nacionais e estrangeiras (que detêm o know-how), privadas e não públicas que estabelecerão unidades de produção agrícola e industrial no Interior e levarão ao Interior a criação de empregos e a cativação de gentes que este precisa e que entregam a Portugal a Energia que actualmente Importa do Estrangeiro. Esta será, de facto, mais uma forma de aproveitamento da Energia Solar abundante em Portugal, dado que a fonte energética última do milho é precisamente… o Sol e um bom aproveitamento das especiais condições geográficas do nosso país.

Esperemos agora que a ambição do projecto não se fique apenas pelos 5,75% dos 2262 milhões de litros de gasolina que serão consumidos em 2010 e se procure ir ainda mais além…

Anúncios
Categories: CodeFarmPt, Ecologia | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “O Alqueva vai receber as primeiras plantações de milho para a produção de bioetanol

  1. Tudo quanto se fizer para reduzir a poluição é um bom sinal. Esperemos é que as medidas sejam rápidamente implementadas. O que também me parece é que muitas delas são mais para mostrarem que estão a fazer alguma coisa do que efeitos práticos. A história de obrigar a parar os taxis um dia por semana e o de reduzir as velocidades nas autoestradas é um pouco ridicula (embora, claro que reduza alguma coisa).
    abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: