Carlos Carvalhas: o Caçador de Sticks


Imagem: http://www.oestediario.com

Ontem quando andava eu pela Worten catando ideias para as prendas de Natal (sim, porque isto de ser budista numa sociedade católica tem muito que se lhe diga), encontrei a minha “ave” do dia: Carlos Carvalhas, o ex-secretário geral do PCP…

Depois do último avistamento, que foi o quase-encontrão em Santanaz Lopes na pastelaria Luanda, este, pelo menos foi mais pacífico… Procurava eu a última edição do DVD do Winnie, The Pooh (uma americanada… mais uma concessão à pequenada) quando vejo o dito militante do PCP carregado de USB Sticks… Sim, o homem tinha para aí uns 4 ou 5 USB Sticks e ía levar aquilo tudo.

Como para um só homem basta um “Stick” (mensagem subliminar incluída) fiquei logo a saber o que iria receber a família Carvalhas este Natal… Uma profusão de USB Sticks…

E que os comunistas de linha dura também dão concessões…: Também comemoram o Natal.

Categories: Bird Watching, Máximas | 8 comentários

Navegação de artigos

8 thoughts on “Carlos Carvalhas: o Caçador de Sticks

  1. Isso é que vai ser stickar no Natal… 😀
    Mas existe uma explicação simples. O Carvalhas está adaptado às novas tecnologias, em vez da cassete agora usa um memory Stick.
    Rui, tens que te tornar papparazzi, é que os famosos passam a vida a aparecer à tua frente.
    Um Abraço.

  2. e depois ir de cana por “atentado à imagem”?
    nope, que agora nã me dá jeito…

  3. Independentemente de tudo o mais o Natal já faz parte da cultura e tradições deste país. Eu também não acredito em Deus e aceito o Natal, não como forma de consumismo, mas como uma festa da familia.
    abraço

  4. enorme e ao mesmo tempo discreto abraço…..

    um natal muito Zen.

  5. kaos e mendesferreira: como dizia alguém na imprensa de ontem (Constança Cunha e Sá) o Natal já não é só um fenómeno religioso, ou talvez o seja hoje quase nada… É uma festa familiar e um pretexto para comemorar e passar tempo em família. Por isso, embora não comemore o “Natal” (cerimónia e ritual cristãos) comemoro as “Boas Festas”.

    E Boas Festas!

  6. Mas ainda existe uma cerimónia cristã… Os miúdos já nem sabem qual é a razão da existência do Natal.

    Quanto ao Carvalhas, acho que foi dos líderes mais fraquinhos do PC. O homem bem tentava ser proletário, mas a verdade é que ele não era nada disso… Nem de “linhagem”, nem de acções… A minha família materna conhece-o bem visto ter estudado com ele.

    Abraço!

  7. Se comemoram! Surpreende-te com mais esta coincidência: não é que também dei com ele no parque de estacionamento do Shopping Oeiras! É isso mesmo, o Carvalhas no shopping… e eu também, eu que tenho uma infância do post 74 de princípios comunistas mas daqueles verdadeiros, muito verdadeirozinhos, está a ver, daqueles mesmo verdadeiros que brotam aos 10 anos quando o avô, para testar a conversa da neta lhe diz: ah dizes que és comunista? Então diz lá o que é ser comunista! E eu, na minha inocência escrevi o que era ser do… PCP! Mas olha que o que eu lá escrevi tem uma essência potencialmente comunista, no sentido de comuna, partilha, que eu ainda hoje professo!
    Bem, mas o Carvalhas, de quem eu nunca consegui gostar, e que aliás me levou a votar noutro partido, lá andava meio encolhido pelo estacionamento do shopping, com ar desconfiado, com medo que eu o passasse a ferro na passadeira… e eu a parar e a olhar para a cara do homem à espera da amável troca de sorrisos natalícios e rien! Nem um esboço, nem uma luzinha de Natal no olhar, só lhe encontrei desconfiança. Coitado, deve estar habituado a ser mal tratado ou então ainda não tinha ido às compras de Natal e já estava farto. Acontece. Bjs

  8. bem… a explicação mais razoável é a que… existem vários “carlos carvalhas”, provavelmente produto de experiência soviéticas da década de 70 (o recentemente revelado “Projekt Karvalhavoski”. Esse teu “Encontro Imediato” com o dito clone (ou seria o… original?) fez-me lembrar o meu com Santanaz… Com a diferença de que se eu lhe tivesse dado o encontrão que ele merecia, caia sobre um capot de um carro e amolgava-o, e, tu, blindada de dentro do carro, farias mossa nas carnes do dito ex-líder…

    confesso que não desgostei da gestão Carvalhas do pcp… esta agora parece-me demasiado fulanizada e bem mais demagógica que a anterior… Mas é certo que tem conseguido mais resultados… continua é a faltar a abertura e as cedências que são precisas para que o PCP se torne o “partido de governo” que os seus equivalentes italianos e franceses foram e são…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: