Da Violência Escolar

Como se pode ler, AQUI (Ideias Fixas 2), a violência escolar não é só um problema português. é um problema Ocidental, ou pelo menos, dos países desenvolvidos.

Resulta em grande medida, do alargamento antinatural da entrada no mundo laboral dos jovens, “armazenados” em instituições escolares durante o maior período possível, de modo a retardar o problema do Desemprego entre os jovens.

É um problema também de quebra dos “rituais de passagem” dos jovens à Idade Adulta que garantem estabilidade emocional e psicológica nas ditas “sociedades primitivas” e que foram completamente suprimidos nas Sociedades Modernas… Em tempos o ritual da “entrada na tropa” cumpria de certa forma esse papel, pelo menos para os homens, mas hoje, em que o serviço militar não é obrigatório, nesse último esteio resta… Os jovens Comanches ou Bantus que passam a noite no Deserto aguardando uma visão ou que enfrentam um leão com uma lança na mão, estão melhor preparados para deixarem de serem “crianças” e assumirem um papel de “adulto” com as devidas responsabilidades que são adequadas às suas capacidades.

Reforçando ainda mais esta ausência de “rituais de passagem” temos ainda o outro lado da factura de termos hoje pai e mãe trabalhando até tarde, deixando os filhos sózinhos em casa, ou com acrescentos de horas nos colégios, ou com os amigos, destruturando-os e dequadrando-os…

Desprovidos de saídas profissionais, sem horizontes de curto prazo e sem objectivos de longo…

Dão nisto.

Anúncios
Categories: A Escrita Cónia, Sociedade Portuguesa | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “Da Violência Escolar

  1. Nito

    Interessante… que tal 1 semana nas Berlengas ou nas Desertas sem contacto nenhum …

  2. Pedro Tavares

    Espera aí, agora já entendi…… ligando isto com o post sobre os filhos do Sampaio fez-se luz. O problema não é os meninos terem uma valente cunha, o problema é que “ainda” não são adultos (percebem agora porque é que andam sempre a mamar na teta).

  3. interessante este artigo. Acho sinceramente que a sociedade está a desenvolver-se de uma forma contra natura o que inevitavelmente leva a esse e outros problemas.

  4. Hoje o jovem não está preocupádo na chamáda para o efeito de ser homem , já nada o obriga a ir á tropa , hoje esmera-se em boates e dancing , bebendo o seu copito de mistura até cair de queixo.
    è ver todos os fins de semana as chamádas boates, dancing cheias, ou seja um boa noitáda para desopilar da semana em que esteve a dormir até tarde .
    è ver os STOP efectuádos pela PSP nas noites do fim de semana com resultados catast´roficos para a malta nova.
    Vão lá preocupar-se com o futuro se os velhotes lhes continuam a encher o bolso de notas para as suas noite de lazer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: