Daily Archives: 2006/11/04

A Autoeuropa vai construir o novo Sharan e garante assim o seu funcionamento até 2015

Numa boa notícia para a nossa Economia (e como temos falta delas…): O presidente da Volkswagen, Wolfgang Bernhard anunciou que o novo modelo do Sharan será fabricado na Autoeuropa, em Palmela.

Com o EOS e agora, com o novo Sharan, a fábrica de Palmela tem garantido o seu funcionamento até 2015, e Portugal garante assim também uma recuperação das suas Exportações que no ano seguinte à sua inauguração (1995) ascendiam a metade de todas as exportações nacionais. Nos últimos anos, a fábrica perdera a sua liderança para a Galp e Infineon (que manteve até 2004), mas mantinha-se ainda entre os três maiores exportadores nacionais. Como a construção do EOS (desde Outubro) e – sobretudo com o Sharan – deverá subir nessa lista, e, com ela, as exportações portuguesas.

Excelente notícia para Portugal e para as dezenas de pequenas e médias empresas que em Portugal trabalham directamente para a fábrica da marca alemã e uma notícia muito contrastante com a atitude da Opel-GM que em maré de dificuldades económicas não hesitou em abandonar Portugal em troca de outras paragens leste-europeias, mas que apesar disso nos continua a tentar impingir o seu último modelo Opel Corsa…

 

Fonte: Sol

Anúncios
Categories: Economia, Websites | 5 comentários

Heinkel He 280

 

Função: caça bimotor.

 

Propulsão: Duas turbinas HeS-3B, posteriormente Junkers Jumo 004A.

 

Velocidade: Máxima, 817 km/h.

 

Raio de Acção: 615 km.

 

Dimensões: Envergadura, 12 metros; Comprimento, 10.20 metros; Altura, 3.19 metros.

 

Pesos: Vazio, 3.350 kg; Carregado, 5.200 kg.

 

Armamento: 3 canhões MG 151 de 20 mm.

 

O Heinkel He 280 seria impulsionado por um par de motores a reacção He S 3B, projectados por um engenheiro da Heinkel de nome Pabst Von Ohain. O seu primeiro vôo teria ocorrido em 2 de Abril de 1941 para uns (30 de Março para outros), o que o tornaria no primeiro caça do mundo a jacto.

 

Estes motores, foram depois substituídos por dois Junkers Jumo 004A, passando o aparelho a atingir 817 Km/h de velocidade máxima horizontal e um raio de acção de 615 Km. O armamento previsto para o aparelho, e que chegou a ser instalado nos últimos protótipos foram três metralhadoras MG 151 de 20 mm. A versão 280B possuiria seis e uma carga de bombas até 500 Kg.

 

O primeiro protótipo efectuaria o seu primeiro vôo a 11 de Setembro de 1940, rebocado por um Heinkel He 111. O primeiro vôo a jacto ocorreria a 2 de Abril de 1941 usando as turbinas de jactos centrífugos HeS 8A de apenas 585 Kg de empuxo. Depois deste protótipo outros sete foram construídos (V1 a V8), com pequenas modificações de uns para outros, e sendo geralmente bem sucedidos nos testes feitos. Um destes testes, realizado no início de 1942, passou pela simulação de um combate com um Focke Wulf FW 109, o qual o He 280 venceu sem dificuldade. Outros ensaios foram feitos mudando a propulsão para dois motores Argus 014, além de testes sem a cobertura dos motores e colocando uma cauda em v no aparelho.

 

O He 280 foi o primeiro avião a jacto de combate, o primeiro avião a reacção com duas turbinas e o primeiro avião a reacção a concluir os ensaios como protótipo. O He 280 V1 era um aparelho revolucionário, mas seria precisamente essa sua vantagem a causa da fracasso do projecto. Quando o aparelhos realizou os seus primeiros vôos a Blietzkrieg avançava a pleno e os aviões convencionais da Luftwaffe eram bastantes para assegurar a superioridade aérea contra a RAF.

Categories: As "Armas Secretas" da Alemanha Nazi | Deixe um comentário

Quids S4-20: Que míssil era este?

sasas.jpg

(o maior, no canto inferior direito…)

Dificuldade: 3

Categories: Cidadela dos Incultos, Quids S4 | 5 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade