Anomalia 5: Porque é que o Boeing 757-200 não abateu nenhum poste de iluminação ao atravessar a autoestrada a caminho do Pentágono?

Quando o Boeing que se teria abatido sobre o Pentágono iniciou a sua aproximação a este edifício federal, fé-lo a muito baixa altitude, atravessando a autoestrada que contorna o parque de estacionamento do Pentágono, sem tocar em nenhum dos vários postes de iluminação da autoestrada. Estes, apenas foram derrubados pela força da explosão, e ficaram, no essencial, intactos.

Interpretação Oficial:
Desconhecida

 

Interpretação:
Um avião com 38,05 metros de envergadura dificilmente poderia voar a baixa altitude e nunca embater em nenhum poste de iluminação ao passar sobre a autoestrada. Se tal acontecesse, o avião poderia continuar o seu vôo sem danos significativos, mas estes postes teriam marcas claras de terem sido cortados ou danificados e isto não foi registado num único deles. Esta anomalia aponta para que aquilo que embateu no Pentágono não foi um Boeing 757-200, mas uma aeronave de envergadura muito inferiores, e mais passíveis de passarem entre vários postes de iluminação sem embater em nenhum deles… Um pequeno avião ou jacto ou um… Míssil.

Categories: 9/11 Conspiracy, 9/11 Denial, As "Armas Secretas" da Alemanha Nazi, MCSE: MOC2272 | 8 comentários

Navegação de artigos

8 thoughts on “Anomalia 5: Porque é que o Boeing 757-200 não abateu nenhum poste de iluminação ao atravessar a autoestrada a caminho do Pentágono?

  1. Aí está… um missil.

    Parece um pouco forçado… mas esperemos pelas próximas pistas.

    Abraço

  2. Rantanplan

    Um pouco forçado………..! Já agora, se não foi um avião que embateu na dita casa, o que aconteceu ao avião que efectivamente caiu ? Pois não se iludam, caros, porque infelizmente e para mal dos meus pecados desapareceu mesmo um avião.

  3. Não se esqueçam que o Boeing, naquele momento, estava ao serviço de Alá, que pode ter dado uma ajuda 🙂 .
    Desculpem a brincadeira. Não resisti.

  4. luís: elas virão… mas a minha prioridade para já não é estabelecer ou levantar o véu sobre os acontecimentos do 9/11. Aquilo que pretendo para já é listar e debater as anomalias da versão oficial. A conclusão… tira-la-ei depois, tentando distanciar sempre de juízos pré-concebidos e recorrendo à ajuda dos vossos comentários.

    rantanplan: lá chegaremos! É uma excelente e intrigante pergunta, que para já não se concilia com os fortes indícios de que aquilo que embateu no Pentágono não foi um avião. Essa questão será debatida mais tarde.

    kaffa: bem… a tese de Allah permitiria explicar o misterioso desaparecimento do Boeing…

  5. Se o avião voasse a 15 m de altitude, não bateria em poste nenhum.

  6. aí é que está… é que não voava… o ponto de impacto na parede fo Pentágono foi a menos de 2 metros de altura… Ou seja, as rodas do avião (que estavam automaticamente descidas) estavam a menos de 2 metros do solo. E os ditos postos são bem mais altos (6 a 7 metros). Pode dizer-se que o piloto (inexperiente, recordemo-nos) poderia ter “picado” nos últimos 200 metros de 8 para 2 metros de altitude… mas fazer esta operação a 900 Km/h sem nunca tocar o solo e espatifar o aparelho na relva antes de embater no edifício?… não me parece…

  7. petraev

    Porque…não houve nenhum avião a bater. Assim como as torres não cairam só pelos aviões. E como, muito provavelmente também não houve nenhum avião a despenhar-se na pensilvânea ou lá o que foi. 😯

    Ficamos a espera de mais posts destes 😉

  8. eles virão… e sim, todas essas objecções são válidas! E se faltam aviões… pode ter-lhes acontecido muita coisa… Desde terem sido desviados e guardados nu hangar até serem desmantelados, a serem abatidos sobre o mar, etc… Certos grupos dentro dos EUA têm muito poder e meios… Ou alguém desconhece a imensa extensão da Area 51 e quantos Boeing podem lá ser escondidos e desmantelados sem que ninguém saiba?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: