O sistema de defesa contra mísseis americano começa a revelar resultados positivos

O passado mês de Setembro foi um mês decisivo para o programa americano de defesa anti-míssil. Logo, no começo, a 1 de Setembro , um míssil interceptor disparado da Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia atingiu e destruiu um míssil balístico intercontinental disparado de Kodiak, no Alaska.

Quando o ICBM foi destruído viajava a uns espantosos 20.000 Km/h, velocidade que o “Ground-Based Interceptor” (GBI) teve que igual e depois ultrapassar pouco antes do impacto, alcançando uma velocidade máxima de 24.100 Km/h.

Este foi o primeiro teste bem sucedido de um programa que já existe há quatro anos e que até ao momento só conhecera adiamentos, fracassos e ultrapassagens de orçamento. Os aliados americanos que se tinham comprometido neste programa já tinham manifestado a sua relutência em participar num projecto tão polémico e dispendioso, como o Japão.

Apenas quatro dias depois, a NATO aprovava a construção de um sistema de comando para o sistema GBI no valor de 90 milhões de dólares. Pode parecer muito… Mas é uma migalha num programa que custará no total vários biliões de dólares a construir e a manter, mas que terá como objectivo proteger todos os membros da Aliança Atlântica da ameaça balística de uma das novas potências balísticas da actualidade, como a Argélia, o Irão e a Coreia do Norte.

Em meados de Setembro, a 14 desse mês, a U.S. Missile Defense Agency conduzia um segundo teste bem sucedido com o primeiro estádio do motor fogitete do novo míssil “Kinetic Energy Interceptor” (“KEI”). Este KEI é um míssil de três estádios que transporta um míssil avançado desenhado para interceptar um míssil balístico na fase de “Boost”, ou seja, pouco depois deste ter sido lançado e ainda em fase de ascensão, longe portanto, da sua velocidade de cruzeiro, o que maximiza a possibilidade de intercepção e poderá permitir uma segunda intercepção, se a primeira falhar.

O programa KEI é da responsabilidade da Northrop Gruman e Raytheon Company da e deverá produzir o primeiro lançamento em 2008.

Fonte: Spacewar

Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: