A temperatura média da água à superfície dos Oceanos diminuiu significativamente desde 2003

A temperatura média da água à superfície dos Oceanos diminuiu significativamente desde 2003. Estas observações indicam que as tendências para o Aquecimento Global nem sempre são previsíveis nos seus efeitos sobre as muito complexas estimativas sobre as variações de temperatura dos Oceanos. Embora, as temperaturas médias nas superfícies oceânicas tenham descido desde 2003, esta descida é apenas uma fracção do aquecimento total dos oceanos nos últimos 48 anos. Segundo Josh Willis, do Jet Propulsion Laboratory, da NASA: “Esta pesquisa indica um Aquecimento Global que nem sempre é constante, mas que ocorre em grandes “saltos rápidos”. Este arrefecimento é provavelmente resultados de variações climáticas locais. Os oceanos de hoje são ainda mais quentes que durante os anos 80 e a maioria dos cientistas espera que os Oceanos continuem a aquecer em resposta a uma mudança climática induzida pelo Homem.”

Willis acrescentou que estas mudanças vão ter um impacto significativo no aumento global do nível do Mar: “O nível do mar médio vai subir em parte devido ao aquecimento e à expansão térmica dos Oceanos e parcialmente ainda devido ao derretimento dos glaciares e das camadas de gelo. O episódio recente de arrefecimento sugere que o nível do Mar desceu de facto, nos últimos dois anos. Apesar disso, o nível médio do mar continuou a subir. Isto significa que o nível do mar trocou recentemente de ser principalmente provocado pelo Aquecimento para ser dominado pelo Derretimento. A ideia é consistente com as estimativas recentes de perda de massa de gelo na Antártida e do aceleramento da perda de massa de gelo na Groenlândia.”

Fonte: TerraDaily

Anúncios
Categories: CodeFarmPt, Ecologia | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “A temperatura média da água à superfície dos Oceanos diminuiu significativamente desde 2003

  1. Com todas a implicações ao nivel da orla costeira, da fauna marinha e tantas outras!! Talvez isso leve os grandes poluidores mundiais a assinar o protocolo de Quioto e contribuir realmente para uma inversão deste problema universal!!!

    Saudações infernais!!!

  2. ..........

    Kyoto, meu filho…

  3. Não seja paternalista, “……………”
    a forma “Quioto” está mais do que certa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: