Daily Archives: 2006/10/02

Anomalia 3: A Inexistente Defesa Aérea do Pentágono

Facto:

Quando o Boeing supostamente desviado se aproximou do Pentágono não foi tentado qualquer disparo por parte dos sistemas de mísseis anti-aéreos que defendem este edifício, sede da administração militar dos EUA. O sistema sempre existiu – embora seja Classificado – mas sabe-se que foi reforçado depois de em 1994 um pequeno avião de turismo (Cessna 150L) ter aterrado no relvado da Casa Branca.

Existem informações que referem a existência de 5 baterias de mísseis camuflados nos arredores do Pentágono, para além de duas esquadrilhas de caças F-16 e F/A-18 estacionados permanentemente na base aérea de Saint Andrew.

Anomalia A:
O Boeing teria começado a sua aproximação a alta altitude, devendo ter sido detectado pelos próprios radares das baterias – já que misteriosamente permaneceu indetactado aos radares do NORAD – contudo não o foi… Nem em alta altitude, onde os mísseis seriam mais eficazes, nem a baixa, onde a ameaça já seria evidente, mesmo a olho nú… Ou as baterias estavam desligadas (prova de uma incompetência monumental) ou não deviam estar ligadas, por ordem superior…

Anomalia B:
Porque só havia 2 caças F-16 disponíveis para lidar com esta ameaça? Porque é que os radares destes aparelhos também nâo detectaram o Boeing 757-200?

Categories: 9/11 Conspiracy, 9/11 Denial, As "Armas Secretas" da Alemanha Nazi, MCSE: MOC2272 | 4 comentários

Encontrado um novo meteorito lunar na Antártida (MIL05035)

Apesar do mau tempo registado da Antártica no ano passado, foi descoberto num novo espécimen de meteorito lunar, e um meteorito lunar de um género do qual apenas se conhecia até agora um único exemplar.

O novo exemplar foi descoberto numa expedição da “U.S. Antarctic Search for Meteorites program” (ANSMET) a 11 de Dezembro de 2005, numa região perto das montanhas transantárticas, a cerca de 750 Km do Pólo Sul.

Trata-se de uma rocha negra com 142,2 gramas, ligeiramente maior que uma bola de golfe e oficialmente designada como MIL05035, e é um dos 238 meteoritos recolhidos pelo ANSMET no Verão austral de 2005 e 2006. Embora a queda intensa de neve tenha dificuldade as buscas durante a maior parte das seis semanas que durou a expedição, este meteorito, descoberto a menos de 600 metros do acampamento, compensou por essa inactividade.

Os investigadores do Johnson Space Center da NASA e o Smithsonian Institute declararam que a composição mineral do MIL05035 é rara. É semelhante aos meteoritos proveviente das lavas basálticas dos mares lunares, mas os grandes cristais que exibe indicam um arrefecimento lento dentro da crosta lunar. Este novo exemplar assemelha-se a um outro meteorito antártico, o Asuka 881757, um dos mais antigos exemplares basálticos lunares conhecidos.

O estudo destes meteoritos (dos quais possuo um pequeno fragmento de 0,12 gramas…) é essencial para conhecer melhor a geologia lunar, porque a maioria dos investigadores estão cada vez mais convencidos que as expedições Apollo aterraram e recolheram amostras lunares de zonas geológicamente atípicas e que estes exemplos de meteoritos lunares seriam mais demonstrativos da geologia lunar do que os exemplos trazidos para Terra pelas expedições Apollo.

Fonte: MoonDaily

Categories: Ciência e Tecnologia, Defesa Nacional, SpaceNewsPt | 6 comentários

A temperatura média da água à superfície dos Oceanos diminuiu significativamente desde 2003

A temperatura média da água à superfície dos Oceanos diminuiu significativamente desde 2003. Estas observações indicam que as tendências para o Aquecimento Global nem sempre são previsíveis nos seus efeitos sobre as muito complexas estimativas sobre as variações de temperatura dos Oceanos. Embora, as temperaturas médias nas superfícies oceânicas tenham descido desde 2003, esta descida é apenas uma fracção do aquecimento total dos oceanos nos últimos 48 anos. Segundo Josh Willis, do Jet Propulsion Laboratory, da NASA: “Esta pesquisa indica um Aquecimento Global que nem sempre é constante, mas que ocorre em grandes “saltos rápidos”. Este arrefecimento é provavelmente resultados de variações climáticas locais. Os oceanos de hoje são ainda mais quentes que durante os anos 80 e a maioria dos cientistas espera que os Oceanos continuem a aquecer em resposta a uma mudança climática induzida pelo Homem.”

Willis acrescentou que estas mudanças vão ter um impacto significativo no aumento global do nível do Mar: “O nível do mar médio vai subir em parte devido ao aquecimento e à expansão térmica dos Oceanos e parcialmente ainda devido ao derretimento dos glaciares e das camadas de gelo. O episódio recente de arrefecimento sugere que o nível do Mar desceu de facto, nos últimos dois anos. Apesar disso, o nível médio do mar continuou a subir. Isto significa que o nível do mar trocou recentemente de ser principalmente provocado pelo Aquecimento para ser dominado pelo Derretimento. A ideia é consistente com as estimativas recentes de perda de massa de gelo na Antártida e do aceleramento da perda de massa de gelo na Groenlândia.”

Fonte: TerraDaily

Categories: CodeFarmPt, Ecologia | 3 comentários

Quids S3-26: Quem está no topo desta coluna?

hhhh1.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 11 comentários

Defeitos e Vantagens dos Lançadores de Foguetes usados pelos alemães na Segunda Grande Guerra

Defeitos:

1) Só um disparo por local: Logo após a primeira salva e consequentes fumos largados pela ignição de dezenas ou centenas de foguetes no mesmo local, os lançadores e as suas unidades tinham que ser deslocadas para novas posições. Geralmente, os lançadores eram transportados em grandes veículos todo-o-terreno, como os conhecidos meia-lagarta de 1 e 3 toneladas.

2) Metade do alcance da artilharia convencional.

3) Fraco poder destrutivo contra estruturas.

4) A sua utilização correcta requeria excelente comando e coordenação: Para maximizar o seu efeito, era necessário planear cuidadosamente a distribuição no terreno dos lançadores. A utilização de uma única unidade era comum, as baterias só eram usadas excepcionalmente em combates em larga escala, aliás, foi este tipo de uso que levou o Exército a optar por lançadores múltiplos com poucos barris (4 a 10), ao contrário dos soviéticos que adoptaram outra filosofia.

Vantagens:

1) Armas de Ponto Focal: As unidades de lançadores eram especialmente adequadas para esmagar tentativas de infiltração, aliás, o efeito da onda de choque provocada pelo impacte concentrado de oito toneladas de explosivos era tão grande que surgiu a lenda do “manto de ar comprimido”, que levaria, em 1941, os soviéticos a ameaçarem usar gases venenosos como resposta às salvas de foguetes.

Categories: As "Armas Secretas" da Alemanha Nazi | 1 Comentário

Sobre a missão indiana sonda indiana Chandrayaan que chegará à Lua em 2008

A primeira sonda indiana a tocar o solo lunar deverá fazê-lo em 2008. A sonda Chandrayaan (“veículo lunar>”) da ISRO (“Indian Space Research Organisation” será lançada por uma versão do PSLV (“Polar Satellite Launch Vehicle”) que deixará a sonda numa órbita lunar a 100 Km de altitude em busca de sinais de existência de água e de outros recursos minerais.

O presidente da ISRO declarou que “A missão pretende procurar gelo de água no solo e no subsolo lunar, especialmente no pólo lunar e conduzir um reconhecimento fotográfico de alta qualidade para mapear em 3D a topografia lunar. Procurará também a composição mineral da Lua.”

Fonte: SpaceDaily

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade