Daily Archives: 2006/09/29

Anomalia 2: O NORAD ignora a posição do Boeing desviado que iria chocar contra o Pentágono

Facto: O NORAD (“North American Aerospace Defense Command”) publicou a 14 de Setembro de 2001 um comunicado onde reportava ter sido avisado da existência do primeiro desvio de aviões apenas às 9:24. Seria depois dessa hora – apenas – que daria ordem de descolagem a dois caças F-16 da base aérea de Langley. Contudo, o comunicado afirma que desconhecendo a Força Aérea a posição do Boeing desviado que iria no Pentágono, julgou tratar-se de mais um avião dirigindo-se para as torres do World Trade Center e enviou os 2 caças para Nova Iorque. Só quando um avião de transporte militar se cruzou com o Boeing e comunicou a sua presença perto da base aérea de Saint Andrew é que o NORAD – segundo o comunicado – se apercebeu do erro.

Anomalia A:
O sistema americano de radares de defesa aérea é um dos mais eficientes do mundo. Como é possível acreditar que o NORAD desconhece-se a posição exacta do Boeing 757/200 com 47,32 metros de comprimento e 38,05 metros de envergadura?

Anomalia B:
A zona onde voava o 757-200 tem apenas umas dezenas de quilómetros de raio e está numa das regiões mais vigiadas dos EUA: Washington. Como é possível que numa região tão diminuta e com tanta vigilância o aparelho tivesse que ser detectado por contacto visual de um avião de transporte militar?

Fontes:
www.peterson.af.mil/norad/presrelNORADTimelines.htm
http://www.washingtonpost.com (15 de Setembro)
http://www.news.independent.co.uk (20 de Setembro)

Categories: 9/11 Conspiracy, 9/11 Denial, As "Armas Secretas" da Alemanha Nazi, MCSE: MOC2272 | 4 comentários

Aparecem na Rússia virus que atacam telemóveis, afirma a Kaspersky

Segundo afirma um analista da empresa russa de antivirus Kaspersky Lab, Alexander Gostev apareceram na Rússia virus que atacam telefones móveis.

“Este ano, não somente os utilizadores de smartphone ficaram expostos ao perigo, mas também aqueles que usavam telefones comum com a plataforma Java”.

Os virus infectaram os telefones e a partir daí estes começaram a enviar mensagens de texto para serviços pagos até que os cartões dos assinantes ficaram sem saldo. Segundo Gostev, é praticamente impossível desenvolver um programa antivirus capaz de responder a esta ameaça…

Segundo Gostev, estes virus apareceram pela primeira vez na Rússia, seu local provável de origem, e actualmente já existiriam 20 mil virus de MMS diferentes atacando Smartphones…

Gostev recomenda que os utilizadores desliguem o Bluetooth quando viajam no Metro ou num transporte público e recomenda a instalação de sensores bluetooth no Metro por parte das autoridades como uma medida para combater esta ameaça.

“Na primeira metade de 2006, nós registámos dez casos de virus de telemóveis enviados por Bluetooth para telemóveis de empregados nossos quando viajavam no Metro.

Gostev disse ainda que existem mais de 30 tipos de virus diferentes que bloqueavam os telemóveis e exigiam resgates a troco do seu desbloqueio. “Os dados estão encriptados, e o programa exige uma certa quantia de dinheiro transferida para uma conta indicada de modo a desbloquear os dados”.

Fonte: MosNews

Categories: Informática | 1 Comentário

Agostinho da Silva: “De que há Povo”

“a Península Ibérica que sai da Reconquista nada tem que ver com a que, em 711, vê desembarcarem na região entre Gibraltar e Tarifa as primeiras forças vindas do outro lado do Estreito, forças a que seriaincompleto chamar mouras porque vinham com elas berberes, líbios, coptas do Egipto e gente em linha recta dos fenícios; a que seria errado dar o nome de muçulmanos porque nelas estavam numerosos cristãos e pagãos mais diferentes entre si do que seriam os de Meca distintos dos de Roma; e que seria absurdo denominar Árabes, já que estes constituiam uma parte mínima do exército e estariam sobretudo nos comandos e na cavalaria; vamos, pois, dizê-los mediterrânicos; as quais tropas mediterrânicas, ocupando, com a ajuda dos judeus já estabelecidos na Península e inimigos dos visigodos, todas terras que são hoje de Portugal e de Espanha, com a pequena excepção das serranias do Norte, teriam, para repetir a palavra, mediterranizado a Ibéria.”

Agostinho da Silva: “Ensaios sobre Cultura e Literatura Portuguesa e Brasileira II”

Âncora Editores, página 57

Agostinho refere-se aqui ao mito infundado de que teriam sido os “árabes” ou os “muçulmanos” os invasores da Península… De facto, embora fosse muçulmano o comando e a organização da expedição e fosse muitos os oficiais “árabes” da Península e da Síria e do Egipto que participaram na Invasão e na Conquista, o grosso das tropas pertenciam ao mesmo alicerce étnico dos povos peninsulares, o dos povos berberes do Norte de África, separados pelo Estreito, mas comuns nos genes… Esta proximidade facilitou e acelerou a integração da Ibéria na nova estrutura administrativa e explica parcialmente o elevado nível de tolerância religiosa e étnica que a Espanha Árabe conheceu desde os reinos das Taifa até ao (e sobretudo) no Califado de Córdova. Esta tolerância e coexistência entre muçulmanos, cristão e judeus seria perdida na Reconquista e o seu exemplo bem que poderia hoje frutificar junto de muito Radical… Cristão e sobretudo… Muçulmano… Atentem-se nas promessas de “Libertação da Ibéria” que foram recentemente feitas por alguém falando em nome da Al Qaeda…

Categories: Movimento Internacional Lusófono | 3 comentários

Quids S3-24: O que passou aqui?

24.jpg

Dificuldade: 10

Categories: Ecologia, Quids S3 | 10 comentários

Os “edificios mutantes do futuro”

2.JPG

Um grupo de arquitectos visionários está a trabalhar num conceito revolucionário e que antevê que num futuro próximo, os edifícios serão capazes de alterar a sua forma para responderem às alterações do meio que os rodeia.

A este conceito designa-se de “Responsive Structures”, e define estruturas arquitectónicas que observam o ambiente interior e exterior e que são capazes de responder a alterações nestes ocorridas. Concebidos a partir de seres vivos que alteram a sua forma em função das alterações do meio, estas estruturas alterarão as suas formas em função da variação dos ventos, das temperaturas e da incidência dos raios solares. A partir do interior, o edifício mudará para responder à acumulação de pessoas num dado local ou a necessidades específicas de circulação do ar.

Segundo John Folan da Universidade do Arizona, um dos teóricos deste movimento “esta é a Onda do Futuro”.

Tristan d’Estree Sterk, por seu lado, trabalha já em modelos à escala para testar este conceito. Usando estruturas adaptativas incluindo roldanas e cabos sob tensão, manipulados por sistemas pneumáticos construiu uma série de paredes de pequenos edifícios. Ligando estes sistemas a um sistema central semi-inteligente, criou estruturas extremamente resistentes porque muito flexíveis e adaptativas e que minimizam o consumo de energia.

Num desenvolvimento último desta tecnologia, poder-se-ão conceber arranha-céus que mudarão de forma para resistir melhor a ventos ciclónicos ou a incêndios e tremores de terra, vivendas que retirarão elas mesmas a neve dos seus telhados, formas de telhados mutantes que se adaptarão consoante o calor solar, de modo a reduzir o consumo de energia eléctrica para arrefecimento ou aquecimento no seu interior, etc, etc.

Fonte: Revista Wired

Categories: Ciência e Tecnologia, Defesa Nacional | 5 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade