Daily Archives: 2006/09/08

O Autarca e o Bloqueio de Estrada

Quando num dia destes quando liguei a televisão (acto raro nestes dias em que a dita é apenas usada para ver DVDs do Noddy, Tom & Jerry e afins) vi uma reportagem em que um autarca da Câmara Municipal de Mirandela defendia um bloqueio numa qualquer estrada. O senhor – eleito mas (e sobretudo) – representante do Estado Português defendia uma ilegalidade evidente que era o bloqueio de uma Estrada e o repórter não estranhou nada, nem perguntou nada ao dito Senhor… Que um grupo de cidadãos em defesa de uma qualquer causa justa ou injusta (neste caso, era o encerramento da sua Maternidade) decida bloquear uma estrada e cometer um crime é com eles e com a policia (que não vi), mas que um Presidente da Câmara defenda este bloqueio é algo de muito diferente e de suprema gravidade… Se este senhor político não concorda com a lei que proíbe os bloqueios de estrada, que aja com os seus pares politicos e mude a lei, mas nunca, nunca, deve defender a sua violação. Acho eu. Estarei enganado?

Categories: A Escrita Cónia, Política Internacional, Política Nacional, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Novo Blog onde colaboro: “A Cidadela dos Incultos”

cropped-babel-inusi.jpg

Fica o presente Post para vos informar que cá o vosso “Rui Martins” aceitou o convite e vai passar também a colaborar no Blog “A Cidadela dos Incultos” de parceria com os autores “residentes” João Ferreira Dias e Luís de Matos.

A partir de uma data próxima poderão encontrar-me por lá, também…

Categories: Blogging, Blogs | Deixe um comentário

Quids S3-3: Que episódio lendário é este?

kne.jpg

Dificuldade: 5

Categories: Ecologia, Quids S3 | 10 comentários

Vamos fazer recuar a Arte Paleolítica uns 60 mil anos? As conchas perfuradas de Skhul e Oued Djebanna

Algumas pequenas conchas marinhas perfuradas encontradas em Skhul (Israel) e em Oued Djebbana (Argélia) arriscam-se a provocar uma pequena revolução na Pré-História tal como a conhecemos… Aprendi, como todos, que a Arte Paleolítica, começou no período designado de Aurinhacense, por volta de 40.000 a 25.000 a.C. Mas, a inclui estes novos achados, que não era bem assim… Com efeito, estas conchas perfuradas foram datadas de há mais de 100.000 anos atrás, o que faria recuar a data da aparição das primeiras formas artísticas 60 mil anos…. Coisa pouca, como se vê…. Mas isso ainda não é o pior… É que estas conchas não foram encontradas nem ontem, nem na semana passada, nem no ano passado. Estas conchas estão armazenadas no British Museum (Londres) e no Musée de l’Homme (Paris) há mais de 50 anos…

Segundo Francesco d’Errico, investigador do Instituto de Pré-História e Geologia do Quaternário da Universidade de Bórdeus: “Até recentemente, os cientistas pensavam que as primeiras culturas humanas tinham aparecido há 40.000 ano, quando os homens anatomicamente modernos chegaram á Europa, no Aurinhacense.

Mas afinal parece que a Europa não era assim afinal tão especial… Pelo menos não é assim o berço da Cultura e da Arte, tendo esta surgido muito antes, ainda durante a fase da passagem do Homo Sapiens pelo Médio Oriente e pelo Norte de África…

Estes “velhos” achados vão confirmar os ocres gravados e as conchas furadas encontrados em 2004 na África do Sul, em Blombos e que na altura já tinham sido datados de 75.000 a.C.

De novo, a Pré-História será obrigada a refazer as suas tabelas cronológicas, recuando-as ainda mais… Quem tiver livros de Pré-História com mais de 20 anos já teve que recuar uma série de datas, desde a aparição do primeiro homínideo, à chegada do primeiro Homem à América do Sul… E Agora… Terá que fazer o mesmo com este conceito “europocêntrico” que afirmava que a Europa era o local de surgimento da Arte Paleolítica e recuar o seu cronómetro uns bons… 60 mil anos…

Fonte: Sciences et Avenir, Agosto de 2006.

Categories: Economia, História | 14 comentários

Divindades adoradas pelos Cónios: Influências Exteriores

É um exercício particularmente difícil reconstruir a Civilização Cónia e, particularmente, o seu sistema religioso. Mas sendo as estelas cónias monumentos funerários e, consequentemente, de teor religioso este é um exercício indispensável.

A adopção do culto de divindades salutíferas romanas, de que Esculápio constitui o melhor, pode ser um indicador de que já preexistia nas populações a predisposição a cultos deste género, ou mesmo cultos semelhantes que foram absorvidos e “latinizados”. Testemunho deste processo pode ser o tempo de Esculápio de Mirobriga (Baixo Alentejo) e a estátua deste médico divinizado descoberta em Serpa.

Não existem sinais suficientes para nos permitir defender a continuidade de um culto à Deusa-Mãe desde a época neolítica. É certo que alguns vestígios arqueológicos indiciam a sobrevivência de cultos a divindades femininas na Idade do Ferro do Sul, como se depreende dos “dois brincos de orelha, lunulares e terminados com duas pequenas esferas de ouro, na lúnula estão soldadas 14 pequenas cabeças femininas representando talvez Hathor, Astarté ou Aphrodite” que o Caetano Beirão descobriu no Tesouro do Gaio, em Sines.

Como dissemos, a reconstrução do sistema religioso cónio é, sem dúvida, um exercício particularmente difícil. Desde logo escasseiam os vestígios arqueológicos, os monumentais estão completamente ausentes e as fontes escritas ou estão por traduzir, ou escasseiam entre os autores clássicos. Existem contudo alguns elementos disponíveis que podem ser utilizados para tentar uma reconstrução parcial das crenças dessas populações do sul do actual território português.

Categories: A Escrita Cónia | 1 Comentário

A nova geração de jactos privados supersónicos e… silenciosos.

Uma nova geração de jactos privados supersónicos está prestes a entrar em funcionamento e ultrapassando a velocidade do som sem o desagradável “Bang” associado a esta passagem e tinha afastado até agora este tipo de jactos das velocidades supersónicas. A famosa “Skunk Works” da Lockeed Martin está a conceber um pequeno jacto comercial com capacidade para 12 passageiros que será capaz de voar a Mach 1.8, mas sem o intrusivo “Bang” que afastou o retirado Concorde de tantos aeroportos.

O avião – designado actualmente como QSST (“quiet supersonic travel”) – está a ser desenhado, sob contrato pela empresa americana Supersonic Aerospace International, do Nevada, com um orçamento de 2,5 biliões de dólares. Concebido para Executivos de grandes corporações e diplomatas, o QSST deverá poder voar a perto de Mach 2 e ter um alcance de quase 7000 quilómetros, ou seja, será capaz de atravessar o Atlântico em apenas duas horas.

O aparelho deverá estar pronto até 2013, segundo Frank Cappuccion, da Skunk Works: “O nosso desenho usa uma forma aerodinâmica inovadora e uma cauda em V invertido patenteada que são o instrumento para a redução radical do Boom sónico.”. A Skunk Works estima que esta redução transforme o Bang a um som cem vezes inferior ao do Concorde.

Quantos querem?

Fonte: Revista Wired e SAI-QSST

Categories: Ciência e Tecnologia, Defesa Nacional | 5 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade