Kadhafi versus o Calendário

Numa reunião da União Africana, Kadhafi – o agora “menino bonito” das chancelarias ocidentais – declarou como idólatras todos os utilizadores do calendário cristão.

Kadhafi insurgiu-se particulamente contra o mês de Julho (de Julius <- Júlio César), afirmando que aqueles que usam esse nome de mês “se referem a um imperador que colonizou a África” (o que historicamente, é aliás incorrecto). Igual tratamento mereceram os meses que usam nomes de deuses romanos “anteriores a Allah”, como Janeiro (Janus) que devia na opinião do líder líbio passar a ser conhecido como “Ain Annar” (onde está o fogo?), e Maio (Maia) que seria tornado em “ma” (água). Julho, que tanto irrita Kadhafi deveria ser conhecido como “Nasser” em homenagem ao conhecido líder egípcio, “Setembro” (sétimo mês), seria tornado em “Al Fateh”, o nome da “Revolução” que colocou Kadhafi no poder da Líbia (o que aliás deveria dizer muito aos muçulmanos do interior do Bórneu…)

Fonte: Ashar Al-Awsat, Julho de 2002.

Anúncios
Categories: Humor, Sociedade, Wikipedia | 7 comentários

Navegação de artigos

7 thoughts on “Kadhafi versus o Calendário

  1. Para ser sincero, estou-me absolutamente nas tintas para o nome que os Líbios dão aos meses do ano, bem como para o calendário que usam…

    Fica aqui a sugestão de criarem o calendário, cuja designação seria apropriadamente “Líbio”, em que o início da época actual seria o dia da revolução líbia, sendo que cada “ano” teria uma duração igual ao da concretização da dita revolução.

  2. de qualquer forma quantas pessoas terão realmente a noção de que Agosto se refere ao imperador Augusto, Julho a Júlio César, Janeiro, ao deus romano Janus, Maio, à deusa Maia, Setembro ao sétimo mês do calendário, novembro ao nono, etc…

  3. Kadhafi, o tal que declarou guerra a Portugal à alguns anos… Sim, o Nome de Portugal estava na lista. Esse tipo nunca mais passa à encarnação seguinte?

  4. E o que adianta trocar os nomes, deixando a mesma coisa? Esse distinto Sr. apenas faz barulho, e um barulho redundante…

  5. sá: sim… acho q ele reclamava a Madeira como sendo “território africano”…
    catatau: é só faísca e retórica, algo muito apreciado nas sociedades muçulmanas…

  6. @Rui Martins, não me digas que perdemos a oportunidade de nos vermos livres do Alberto João?!?!?!
    Com’é qu’é possível????

  7. perdemos pois! as declarações de kadhafi foram feitas no contexto da sua união com Marrocos (durou para aí uns dois anos) e ele reclamava a Madeira porque entendia que estava mais perto de África do que da Europa, e logo, devia pertencer a Marrocos. Hassan II nunca abriu a boca sobre o assunto (estava mais ralado com os furunculos castelhanos ainda hoje cravados nas suas costas: Ceuta e Mellila).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: