Porque é que a flor de Lótus surge frequentemente na iconografia budista?

Quando Buda alcançou a Iluminação sob a árvore de Bodhi (aliás Bodhi quer dizer "Iluminação" e provém da mesma raíz que a palavra "Buddah") hesitou sobre se deveria partilhar o caminho que leva à Iluminação com os outros Homens. Buda sabia que os Homens, sempre imersos na ignorância e nas paixões, teriam grandes dificuldades em compreender o Caminho (Dharma). Mas então, segundo a Tradição, surgiu-lhe Brama, que lhe disse para não guardar para si o Dharma, mas que espalhasse a sua mensagem pelos Homens. Buda então imaginou os seres humanos como a flor de lótus que flutua sobre a superfície do pântano, que apenas precisa de um pequeno impulso para ascender à superfície das águas lodosas e ver a luz do Sol. De igual modo, os Homens precisam também de um pequeno empurrão para alcançar a Iluminação e ver a luz da Verdade. É por causa da importância desta analogia na mensagem de Buda que a flor de Lótus surge com tanta frequência na iconografia budista e porque Buda surge sentado sobre a mesma flor.

Categories: Budismo, Política Nacional | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “Porque é que a flor de Lótus surge frequentemente na iconografia budista?

  1. Gosto de vir aqui porque aprendo sempre mais qualquer coisa.~
    Um abraço

  2. Mais uma otima informação…
    Não sabia… Bacana perfito…
    Agora não posso ler Dharma sem me lembrar de Lost 😦

    [s]s

  3. Estou te enviando porque achei mto bom.

  4. Pingback: Porque é que a flor de Lótus surge frequentemente na iconografia budista? « My ideas Fantason

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: