Daily Archives: 2006/06/14

Um tiro no pé

A Somália com a tomada da capital por um movimento islâmico radical (União dos Tribunais Islâmicos) tornou-se em mais um pesadelo estratégico numa "Guerra ao Terrorismo" que os EUA travam contra o resto do mundo e que apresenta cada vez mais brechas… Ao caos no Iraque, ao regresso dos Talibans ao Afeganistão, os EUA têm agora que somar a Somália.

Ironicamente, nas últimas semanas os EUA fizeram tudo para evitar a queda da capital… Chegaram ao ponto de transferir centenas de milhares de dólares para os Senhores da Guerra que apoiavam (alguns eram os mesmos que participaram em 93 no ataque a Marines americanos que deixou 18 mortos entre estes). Mas este apoio foi tornado público. E muitos dos somalis que estavam antes indecisos, passaram para o lado dos islamitas logo que souberam destes pagamentos. O sentimento anti-americano continua ainda muito forte neste país e esta desastrada intervenção revelou-se afinal como… Um tiro no pé.

Categories: Política Internacional, Sociedade | Deixe um comentário

LOST (Perdidos): S2E15

dae.JPG

Em primeiro lugar, cá vai esta singela ao nosso companheiro de lides blogueiras, o "Dae" Su-Ho do muito pouco recomendável Blog da Nalga. Pessoalmente estou ainda em choque depois do seu último Post sobre essa criatura fantástica, sensível e inteligentíssima que é Santanaz (perdão, Santana) Lopes.

Mas adiante.

Em primeiro lugar não sei o que se passou com a RTP1… Da outra vez tinham mudado sem aviso a série da programação de terça, e agora… Embora estivesse na programação (no site da RTP e no próprio Teletexto) às 15:45 não estavam a emitir LOST coisa nenhuma, mas uma coisa qualquer com o Júlio Isidro (que ao que parece ainda mexe). Assim sendo, tive que encontrar o episódio S2E15 algures e acabei agora de o ver…

Observações ao S2E15:

1. O episódio mostra um frigorífico carregado de vacinas ou de outros produtos que podem ser injectados… Como estão conservados em frio, presumo que sejam biológicamente activos… Virus ou Virus desactivados, também conhecidos como… Vacinas.

2. A "Vacina" é injectada na Placenta de Claire… Como esta é a via de infecção de muitos virus que da mãe passam para o bébe, estarão assim os autores da série a sugerir que esta "vacina" é de facto uma "infecção"?

3. A febre do Bébe de Claire pode ser uma reacção a uma vacina "morta" (link), mas porque teve o bebé que ser infectado através da Placenta se a equipa de Rousseau foi infectada por contacto aéreo? Será que o efeito do "virus" varia consoante a idade do hospedeiro? A preferência dos "Outros" por crianças, indica isso mesmo…

4. O episódio S2E15 foi escrito em parceria por Down Lamberten Keley e Matt Raggianti. Doravante, passarei a registar os nomes dos argumentistas, para descortinar diferenças de estilo e de argumento…

5. A cena em que Ethan diz a frase: "é uma vacina. Não queremos que ele fique doente." mostra sobre uma mesa uma série de "medicamentos" injectáveis e sobretudo um frasco de vidro com a etiqueta "CR 4-81516-23 42", "For injection (…)", "30 Ml multiple dose vial" e "Rx-1 (…)" e revelam bem nitido o logotipo da Dharma, mas novo… Um novo logotipo de uma outra Estação, desta feita uma em que o Caduceu, o símbolo clássico da Medicina surge nitidamente… Revela-se assim o objectivo e a função desta nova Estação Dharma: Estudos Médicos ou Biológicos. Desmond, o "vigilante" da Estação Cisne injectava-se regularmente, lembram-se?… Obviamente, que não injectava uma doença, mas uma vacina… CR em linguagem clínica significa "Clinical Research" ou "Controled Release", ao que pude apurar… Sendo ambas as interpretações possíveis no contexto da série. O número "CR 4-81516-23 42 é o chamado "drug ID number" que surge em todos os medicamentos vendidos nos EUA, no formato "National Drug Code" (NDC). E "Rx" significa apenas "receita médica" sendo um derivado da palavra latina "receita", que significa "tomar", nos EUA, surge normalmente no cabeçalho de todas as receitas médicas. Existe também que explique o "Rx" como uma derivação a partir do símbolo astrológico de Jupiter que era colocado em todas as receitas como forma de atrair a benção do deus para a troca que estava a ser receitada.

6. Claire é levada para o exterior da "Estação Caduceu" por aquela que parece ser a filha perdida de Rousseau, Alexandra. Assim, todas as crianças capturadas parecem viver com os "Outros" numa relação ambivalente… Não foguem, mas ajudam os sobreviventes sempre que podem, como já fez Walt e fez agora Alexandra. Porque precisam dos "Outros"? Para mais tomadas da vacina? Será que Rx-1 significa apenas "primeira dose", de várias de reforço que têm que ser tomadas e que Walt e Alexandra tomam regularmente? Isso explicaria os poderes "paranormais" de Walt (um efeito secundário) e a sua incapacidade em deixar os Outros.

7. O "chefe" de Ethan (que é o mesmo líder barbado da emboscada do episódio S2E14) diz a Ethan que "ele não vai gostar", referindo-se a uma chefia superior… O falso barbudo é assim apenas um responsável local por uma qualquer operação da Dharma… Respondendo a alguém que está no exterior da Ilha. Será Alvar Hanso, o CEO e fundador da "Hanso Foundation"?…

8. As 3 Estações da Dharma Initiativa são morfológicamente muito diferentes… A abandona, parecia muito pequena, com um corredor simples e uma única sala; a "Estação Cisne", parece um posto de observação bem equipado e com aquela estranha e inusitada "sala de computadores" e a terceira, a "Estação Caduceu", parece vocacionada para usos médicos ou biológicos… Diferentes funções ou épocas diferentes da missão da Dharma na Ilha?

9. Os "Outros" usam maquilhagem para se fazerem passar por "semiloucos" vivendo na mata… Se não o são, e se têm roupa lavada e fazem a barva (veja-se Ethan e o seu chefe) então é porque vivem noutas instalações da Dharma na Ilha… Numa quarta Estação ainda por revelar. Não são "loucos" (tinha razão aqui o Sá Morais), mas gente bem organizada e disciplinada, com laços intensos com o exterior da Ilha. Aliás, se levaram consigo os "medicamentos" que estavam no frigorífico é porque… têm outro frigorífico, algures, numa outra Estação Dharma… 

Categories: Ciência e Tecnologia, LOST (Perdidos) | 9 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade