Daily Archives: 2006/06/07

O ambicioso regresso russo à Lua: Um Lunar Orbiter, Uma Estação Polar e 12 sondas espalhadas pela superfície lunar

A Rússia, outrora um dos intervenientes mais activos no nosso satélite, depois de mais de trinta anos de abandono prepara o regresso à Lua.

O projecto lunar russo, actualmente em fase de desenho, inclui um "Luna Orbiter" e vai colocar 13 sondas em várias locais da superfície lunar, entre estes a Rússia incluirá duas sondas com capacidade para penetrar na superfície lunar perto dos locais das alunagens americanas das Apollo 11 e Apollo 12 de modo a recolher dados para complementar os elementos recolhidos pelas missões americanas com dados sobre o subsolo dessas regiões lunares.

A mesma missão deverá também enviar 10 penetradores passivos de alta velocidade contra a superfície lunar de modo a permitir o desenho de um mapa sísmico do nosso satélite com o objectivo de esclarecer algumas questões referentes à origem da Lua.

O "Lunar Orbiter" que enviará esta densa teia de sondas e penetradores, cumprida esta parte da sua missão irá então proceder a uma aterragem na Lua, no Pólo Sul lunar, para proceder a busca de água congelada nas crateras que nessa região estão permanentemente protegidas da luz solar.

O lançamento desta ambiciosa missão lunar russa deverá ter lugar em 2012.

Esta missão será precedida em 2009 pelo lançado de uma missão robótica russa à lua marciana Phobos para recolha e envio para Terra de uma amostra do solo desta estranha lua marciana (já houve quem defendesse a sua origem artificial…)

Em suma, a missão lunar russa irá transportar três tipos distintos de sistemas: 10 High-Speed Penetrators (HSPs), 2 Penetrator/Landers (PLs) e uma Polar Station (PS).

Cada um dos 10 HSPs terá um sismómetro, depois de 4 dias do lançamento uma secção da nave-mãe será largada e voará sózinha até à Lua. Quando estiver perto do satélite, entra em rotação (20 RPM) e lança as primeiras 5 HSPs. Os HSPs, com a mesma forma de mísseis, sem aletas aerodinâmicas voam então em formação até à superfície lunar. Começam então a espalhar-se, seguidas de perto do lançador ainda com 5 HSPs, as quais são depois lançadas. Neste momento, haverá 12 veículos russos distintos em órbita lunar… Os 10 HSPs, o transportador vazio de HSPs e a nave-mãe.

Com todas as HSPs largadas, a nave-mãe continua a sua caminhada para a Lua e larga então os dois Penetradores de precisão. Estes transportam sensores de precisão e terão foguetes de travagem de combustível sólido

Finalmente livre de toda a sua carga, a nave-mãe prossegue então para uma órbita polar com a sua "Polar Station" que será colocada suavemente sobre a superfície lunar graças ao uso de um foguete de travagem e um saco insuflável. Esta estação lunar vai conter vária instrumentação como o espectómetro de massa e um espectómetro de neutrões, para além de mais um sismómetro de alta sensibilidade. Toda esta instrumentação terá como objectivo determinar a presença de gelo nos arredores da estação.

Todos os dados enviados por esta constelação de sondas e da estação lunar serão enviados para o "Lunar Orbiter" e enviados de volta para a Terra.

 

Fonte: http://www.spaceref.com/news/viewnews.html?id=1131

Categories: SpaceNewsPt | 2 comentários

Quid 37: Qual é o nome deste aparelho alemão?

hhhhr.jpg

Categories: LOST (Perdidos), Quids | 3 comentários

História do Futuro, vol. II, e Clavis Prophetarum, Padre António Vieira (Capítulo I)

“Entrando a tratar do Quinto Império do Mundo (grande assunto deste nosso pequeno trabalho) para que procedamos com a distinção e clareza tão necessária em toda a história e muito mais neste gênero, a primeira cousa que se oferece para averiguar e saber é que impérios tenham sido ou hajam de ser os outros quatro, em respeito ou suposição dos quais este novo de que falamos se chama Quinto. Porque sem recorrer à memória dos tempos passados, e pondo somente os olhos no mundo presente, conhecemos hoje nele muito maior número de impérios. Na Ásia, o vastíssimo Império da China, o dos Tártaros, o do Persa, o do Mogor; na África, o da Etiópia; na Europa, o de Alemanha, em que sem a grandeza se continua o nome, e o de Espanha, em que sem o nome, posto que arruinada e combatida, se sustenta a grandeza; e em todas estas três partes do Mundo o violento Império dos Turcos, tão estendido, tão unido, tão poderoso e formidável. Havendo pois ainda nesta nossa idade tantos impérios, e sendo tantos mais os de nações bárbaras e políticas que em diversos tempos do Mundo se têm levantado e caído, com razão se deve duvidar e desejar saber a causa pôr que este nosso Império que prometemos recebe o numero de Quinto, e quais sejam em ordem os outros quatro que lhe deram este lugar ou este nome. Ao que respondemos breve e facilmente que este modo de contar não é nosso nem de algum outro historiador ou autor humano, senão fundado e tirado das Escrituras divinas, cuja história profética, sem fazer caso de muitos e grandes impérios que floresceram e haviam de florescer em vários tempos e lugares do Mundo, só trata do primeiro que se começou e levantou nele, e dos que em continuada sucessão se lhe foram seguindo até o tempo presente, os quais em espaço quase de quatro mil anos têm sido com este quatro. Esta sucessão e seu princípio foi desta maneira.”

Categories: Movimento Internacional Lusófono | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade