O despedimento dos paginadores fumadores da Impala e a as incorrecções de um texto jornalístico

impala.jpg

Segundo notícia publicada no Diário de Notícias (link), a Impala, editora de publicações como a Nova Gente, a TV 7 Dias, a Focus e revista Maria, teria despedido cinco paginadores. Em comum estes gráficos teriam o facto de serem fumadores, tendo sido despedidos porque faziam um intervalo de manhã e outro de tarde para deixarem o edifício (onde a administração proibiu fumar) e irem fumar para a entrada do edifício da Impala.

A alegação invocada pela administração passa pelo "incumprimento dos horários de trabalho". Até aqui, o caso revolta as nossas entranhas, porque parece não terhavido nenhuma espécie de pré-aviso quanto à possibilidade do despedimento (pode ter havido, tendo sido ignorada pelo jornalista…) e sobretudo pela inexistência de uma "sala de fumo" devidamente preparada para acolher os funcionários fumadores. Estas salas "de chuto" para fumadores são obrigatórias segundo a Lei Espanhola, mas não foram previstas como obrigatórias na recente Lei do Tabaco portuguesa… Mas deviam ter sido. De qualquer modo, o recurso a um "subterfúgio legal" como este diz muito sobre a baixeza do carácter da actual gestão da Impala, não diz?… E ainda dizem (os Ultraliberais) que Portugal é um dos países da Europa com maior protecção ao Emprego… Perguntem lá a estes paginadores se eles não compensavam depois os minutos que gastavam a fumar à porta da Impala…

Mas depois… A notícia descamba… Recorrendo às suas "fontes internas na Impala" o jornalista do DN publica este excerto: "todos os computadores estão alegadamente equipados com sensores que monitorizam as ligações à Internet e com programas que investigam o software instalado (e utilizado), os telefones e e-mails estarão a ser vigiados".Sem se ter dado ao trabalho de conferir estas afirmações, obviamente recolhidas em bruto junto de um dos paginadores, o jornalista ignora que não existem "sensores" desse género… As ligações são monitorizadas ao nível dos Proxy Server ou dos Routers e Firewalls, dispensando a necessidade de "sensores"… Os "programas que monitorizam o software instalado e usado" são comuns e fazem parte da panóplia de software usado pelas áreas de Suporte Técnico nas Médias e Grandes empresas e entre estes os mais conhecidos são o MS SMS2003 e o LanDesk. Estas aplicações são usadas para distribuir novas versões de programas, remover versões antigas, instalar novas versões do Office, etc… E o controlo de utilização é normal e prende-se com a monitorização do número de licenças usadas. Por fim… Vem a velha história do "e-mail é vigiado"… Todas as empresas que têm sistemas de mail têm que monitorizar o seu fluxo de correio interno e externo, correndo sobre ele ferramentas de antivirus e antispam, e isso pode induzir alguns a acreditar que o seu "mail é lido". Pode ser. Mas nada quer dizer que o seja, se estiverem implementadas as configurações correctas, se houver protocolos de segurança afinados e se este correio fôr apenas "lido" por programas automáticos de anti-spam e antivirus.

Sejamos claros: não era obrigação do autor deste texto saber isto. Era contudo, sua obrigação perguntar a alguém da sua redacção (um colega informático) da correcção destas linhas antes de descredibilizar toda a notícias com esta série de incorrecções perfeitamente desnecessárias…

Anúncios
Categories: A Escrita Cónia, Sociedade Portuguesa | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “O despedimento dos paginadores fumadores da Impala e a as incorrecções de um texto jornalístico

  1. Acredito que tenhas razão, mas o fundamental é discutir e estranhar estes procedimentos da Impala (que são conhecidos)

  2. Anónimo

    nao se seve fumar porque prodejica a saude

  3. Manuel Portuga

    Ora pôis!!! Esse assunto ainda?? Vamos renovar os assuntos ora pôis…

  4. 1. Este espaço não é um jornal. Logo, não encontrará aqui “actualidades”
    2. Este artigo é de… Maio de 2006. Da próxima leia também a data da publicação, Manuel.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: