Daily Archives: 2006/05/27

Da Doentia Dependência do Petróleo

Entrevista da Visão de 4 de Maio de 2006 a Nuno Ribeiro da Silva:

"O aumento do preço do petróleo cria pressão sobre os preços, os bancos centrais aumentam as taxas de juro para controlar a inflação, o aumento dos juros aumenta o custo do dinheiro, o custo do dinheiro gera diminuição de investimento, o que vai significar menos oferta de emprego. Se quisermos continuar, menos emprego significa menos poder de compra, menos consumo, menos procura interna, etc. Este é o ciclo infernal, vicioso, que ocorreu durante os choques petrolíferos de 1973 e 1979."

É impossível descrever de modo mais sucinto e claro o ponto até que as economias actuais estão enredadas nessa teia que é formada pelo Petróleo… Na raíz de todo o processo económico, a sua dependência, e sobretudo, a eliminação ou redução da mesma devia ser a prioridade número um para qualquer governo de qualquer país e sobretudo para um país como Portugal que não produz nenhum petróleo e cuja economia está tão dependente da evolução da conjuntura internacional…

Em vez da obsessão pelo Deficit, devíamos ter a obsessão pelo Petróleo. O Imposto Automóvel devia ser reduzido drásticamente sobre os veículos com menor consumo (híbridos, gpl e eléctricos) compensando o Orçamento desta descida com uma subida proporcional dos veículos de mais alta cilindrada. O Estado devia forçar à instalação de limitadores de velocidade em todos os veículos matriculados em Portugal… Isso reduziria a sinistralidade e também o consumo de combustível… O investimento das empresas e dos particulares em fontes autónomas de energia devia ser alvo de reduções fiscais drásticas… Mais uma vez podia-se recuperar, penalizando as empresas e particulares que não realizassem esse investimento com um aumento da taxa de IRC e de IRS… As empresas pretrolíferas deviam ser obrigadas – por Lei – a devolveram parte dos seus lucros faraónicos à investigação de fontes de energia alternativas e a reinvestirem parte destes em centrais alternativas…. Os preços ao consumidor deveriam ser escalonados, penalizando os exageros de consumo privado, mas tendo sempre em conta os rendimentos e a dimensão da família…. Muito se pode fazer, a custo praticamente zero… Mas não se faz. Porque o Lobby das Petrolíferas é muito forte e porque interessa ao próprio Estado que os preços se mantenham altos… É que em tempos de aperto orçamental o crescimento das verbas do ISP tem dado mesmo muito… Jeito!

Categories: A Escrita Cónia, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Timor-Lorosae: Balanço das Forças no Terreno

Do lado dos "Rebeldes":

20 soldados do Major Alfredo Reinado (armados)

200 "estudantes de artes marciais" (armados com armas brancas)

150 ex-militares das F-FDTL (desarmados)

? Polícias (armados, mas quase sempre passivos)

Do lado do "Governo":

600 soldados das F-FDTL (armados)

um número indeterminado, mais baixo de polícias

Do lado das "Forças Internacionais" chamadas pelo Governo Timorense:

2000 soldados australianos, entre os quais um destacamente de 150 forças especiais, 20 M-113, vários Black Hawk e 2 navios de guerra

120 polícias portugueses da GNR (a caminho)

16 polícias portugueses dos GOE da PSP (8 no local, 8 a caminho)

60 polícias e soldados na Nova Zelândia (a caminho)

500 soldados da Malásia (a caminho)

Categories: Política Internacional, Sociedade | 7 comentários

A Nova Página “O Barómetro Socrático”

Inauguramos hoje uma nova Página deste Blog "Quintus"… A partir de agor vão encontrar ao lado do "Home", da "Corrida dos Quids", do "Movimento Quintano: Sumário do Programa" e do "Quid est Quintus?" a novíssima "O Barómetro Socrático" onde procuraremos avaliar e avaliar o desempenho do actual governo "Socialista".

Iremos listar muito sumariamente as medidas que achamos positivas e as que consideremos serem negativas para o País, numa escala de 1 a 10 e atribuir depois um valor ponderado.

Iremos começar com a decisão do envio da GNR para Timor Lorosae, tomada ainda na semana passada e incluiremos já a decisão divulgada de ontem de cercear os privilégios escandalosos da ANF, a propósito dos quais gostaria de divulgar esta reveladora entrevista publicada aqui na Câmara Corporativa.

Categories: Política Internacional, Política Nacional | 3 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade