Porque é que não se investe na renovação da via Lisboa-Porto e se torram fortunas na megalomania que é o TGV? Hum?

Hum… Expliquem-me lá – como se eu fosse muito burro – porque é que vamos construir (e pagar) um TGV mastodôntico se as obras na via férrea actualmente existente vão permitir reduzir em meia hora as duas horas e meia do trajecto Lisboa-Porto em Alfa Pendular? Ou seja, quantos mais sectores da vetusta via férrea Lisboa-Porto seria preciso melhorar para que o tempo de viagem se aproximasse do tempo estimado para… uma viagem do TGV?

Hum? 

Categories: Política Internacional, Política Nacional | 6 comentários

Navegação de artigos

6 thoughts on “Porque é que não se investe na renovação da via Lisboa-Porto e se torram fortunas na megalomania que é o TGV? Hum?

  1. Mas veja:

    O projecto de modernização desta linha vem desde o início dos anos 90…

    portanto, e embora o ditado reze que “devagar se vai ao longe” (*)inacreditavel que depois de uma dezena de anos a dita “modernização” ainda nao tenha chegado ao Porto. E essa mitica reducao de meia hora continua nas calendas gregas…

    No entanto e de novo torna-se a falar na “opcao” nuclear na sua terra.O Kaulza de Arriaga anda a babar-se de riso la no fundo da sepultura…

    (*) O conceito “tempo” em Portugal e surrealista…

  2. Rui,
    É claro que já devem ter havido as “negociatas valentes” cozinhadas nos bastidores…
    Bom fim de semana
    Abraços

  3. alguém a ensacar muito $$$…é a resposta para este assunto…

  4. Areia para os olhos.
    A malta tuga sonha em ser igual aos melhores…
    Tens razão!

  5. Anónimo

    O mais curioso ainda, é que há formas de fazer as coisas com muito menos dinheiro e com muitas mais vantagens.
    inventorpt@gmail.com

  6. rr

    E porque é que os Portugueses foram fazer com as caravelas p/as Africas, Indias e Americas?
    A questão não é a viagem Lisboa/Porto ou vice-versa, a questão é Europeia.Se Portugal não agarrar a oportunidade agora com os incentivos disponiveis, ficará de fora do TGV.
    Agora a questão do roubo e das negociatas é transversal a tudo e não só ao TGV, é uma questão cultural, que tem a ver com a incapacidade de fazermos escolhas politicas, e a falta de esclarecimento da maioria das pessoas que não faz um minimo de esforço de cidadania.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: