Daily Archives: 2006/05/06

Um artigo da revista The Economist de 15 de Abril levantou a seguinte questão: Está a Europa condenada?

Os eternos papageadores dos nossos Media repetem a cartilha neoliberal do costume, que defende que sim. Que todos os países europeus estão condenados a um inevitável declínio, que só pode ser contornado se adoptarem, urgentemente, medidas neoliberalizadoras da Escola de Chicago. Mas está realmente a Europa em declínio?

E a cartilha neoliberal do "Pensamento Único" é realmente a única saída para o continente Europeu?

Desde logo, não.

Nem toda a Europa está em declínio, especialmente se entendermos este como uma estagnação dos níveis de crescimento do PIB (o que não é pacífico). Apesar dos recentes problemas ligados ao sobreendividamento dos consumidores e do consequente abrandamento do crescimento, o Reino Unido que em 1979 parecia à beira do colapso económico, apresenta hoje uma das taxas de crescimento mais altas do mundo desenvolvido. A Holanda que em 1982 era apontada como o "doente holandês", recuperou depois de dez anos de reformas e é hoje um exemplo de crescimento económico. A Irlanda, que estava quase em bancarota em 1987, é hoje um exemplo de crescimento e prosperidade económica. Semelhante caso se passou com a FInlândia, que depois de uma crise produnda em 1990, se reformou e lidera hoje muitos segmentos tecnológicos de ponta. A The Economist aponta as duas razões que tornaram possível a reforma destes "doentes europeus':

1. Um consenso alargado de empresários, eleitores, sindicatos e outros de que havia uma crise económica grave.

2. Líderes políticos determinados que estavam dispostos a levar a cabo as políticas necessárias para reformar as sociedades, mesmo sacrificando a sua popularidade. Estas duas condições não estão reunidas em França, Itália, Alemanha e em… Portugal.

O reconhecimento da gravidade da crise ainda não é unânime nestes países, onde grandes camadas da população dependem, de uma forma ou de outra, do Estado e encaram o seu futuro como garantido. Nestes países, largos sectores como os das Comunicações e Energia estão ainda protegidos da concorrência. Nestes países existem grandes lobbies corporativos interessados em manter o Status Quo que lhe é muito favorável: Juízes, Médicos, Militares de Carreira, Farmácias, Farmacêuticas, Petrolíferas, Financeiras e Bancos, etc. Estas corporações profissionais e indústrias influentes bloqueiam as reformas e atrasam a retoma nestes países, fenómeno que é agravado pela corrente alta dos preços do petróleo.

E depois… Que nos interessa que a Europa esteja ou não em crise?

O vero futuro de Portugal não está na Europa… Mas no Atlântico, pela sua ligação a esse grande irmão transoceânico que é o Brasil e pela sua ligação atávica e histórica a África, de onde aliás, sairam as próprias matrizes genéticas pré-históricas dos portugueses…

Depois, de "regressarmos" a África e ao Brasil, podemos regressar de novo à Europa.

E dar-lhe uma lição.

Mas antes, temos que nos recentrar. E superar a crise contemporânea. Reformando, com força e determinação o que é preciso reformar e recriando onde mais importa, sempre com desprezo das políticas de momento ou conjunturais e sempre livre das cadeias contabilísticas com os "economistas do regime" nos querem prender. 

Anúncios
Categories: Política Internacional, Sociedade | 3 comentários

Os meus antepassados cónios…

Depois de ter escrito tanto sobre esse quase desconhecido povo pré-romano do Sul de Portugal, que foram os Cónios ou Cinetes, não deixa de ser curioso que na minha quest privada pela elaboração da árvore genealógica da minha família (tema a que regressarei mais tarde) tenha encontrado laços a uma aldeia algarvia pertencente ao Concelho de São Bartolomeu de Messines… E que neste existam provas materiais da passagem dos Cónios, e inclusivamente, estelas com a “Escrita Cónia” que tanto me fascina!… Coincidência?

“- Necropoles da idade de ferro: (Idade dos Metais).
Também foram encontradas contas na destruída necrópole dos
Comoros da Portela de S. B. de Messines, no próprio terreno onde foram arrasadas
muitas sepulturas, em que havia lajes de grés vermelho-escuro com inscrições idênticas
às da Fonte Velha. Estácio da Veiga obteve nesse lugar, uma conta de vidro azul-escuro
guarnecida de folhagem de esmalte branco; uma conta de vidro preta ornada de esmalte
branco; outra lisa, de vidro azul-escuro, e ainda uma de vidro verde com esmalte orlado
de branco, assim como uma cabeça de serpente, de vidro preto, transversalmente
atravessada por dois furos paralelos, cujas extremidades representavam os olhos e os
ouvidos. Presume-se que a necrópole dos Comoros da Portela haja pertencido à primeira
idade de ferro.”

http://www.sb-messines.com/past/patrimonio/arqueologia.asp?idL1=2&idL2=3&idL3=3&level=3

Categories: A Escrita Cónia | 2 comentários

Petição Online sobre o incumprimento dos deputados da Nação…

A Internet e a Blogoesfera fervilha de actividade cívica e a democracia participativa ganha neste terreno o vigor que perde gradualmente, quase até à extinção, no mundo "real"…

Talvez se esta vitalidade da Blogoesfera fosse digna de melhor atenção por parte da nossa classe política e se os níveis cívicos de participação e proximidade das populações fossem maiores fosse possível mudar verdadeiramente a situação pantanosa deste país… E encontrar as energias de que carecemos para levantar a Moral e fazer Portugal regressar ao papel central que Vieira, Pessoa e Agostinho sonharam ser o dele…

Um bom exemplo desta vitalidade virtual é a multiplicação de "petições online" como aquela que reune agora quase 20 mil assinaturas e que é um protesto contra o pagamento de taxas no Multibanco e esta outra, de que tive conhecimento e que aqui divulgo e que serve de protesto contra "o incumprimento dos srs deputados que nos andam a obrigar a práticas de moralização, quando fazem o contrário", como afirma (bem!) o seu autor… A petição está associada ao blog Filhos da Nação e a petição está em http://www.petitiononline.com/zwyk/petition.html

Assinem e divulgem!

Categories: Política Internacional, Política Nacional | 7 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade