Ainda não foi desta que levámos com um cometa: Sobre a possibilidade do cometa cometa 73P/Schwassmann-Wachmann 3 atingir a Terra

Embora percorra a Internet com muito vigor um rumor segundo o qual um fragmento do cometa 73P/Schwassmann-Wachmann 3 vai atingir a Terra e provocar uma catástrofe global e uma extinção em massa, a NASA desmentiu a veracidade destes rumores numa declaração publicada a 27 de Abril, afirmando que nenhum dos mais de 40 fragmentos coloca qualquer ameaça à Terra.

Segundo afirmou Donald Yeomans gestor do programa Near-Earth Object (NEO) da NASA:"We are very well acquainted with the trajectory of Comet 73P Schwassmann-Wachmann 3. There is absolutely no danger to people on the ground or the inhabitants of the International Space Station, as the main body of the object and any pieces from the breakup will pass many millions of miles beyond the Earth."

Bem, parece que ainda não foi desta… Mas para quando a criação de um sistema multinacional permanente de vigilância global que cubra todo o firmamento (tal coisa ainda não existe)?

Para quando a instalação de um sistema reactivo (existem diversas propostas concretas) permanente que defenda a Terra e as criaturas que nela vivem da maior ameaça de todas: a de um Impacto de um Objecto Celeste (cometa ou meteorito)?

Como demonstra este – felizmente inócuo – caso: estes acontecimentos podem tombar sobre as nossas cabeças (literalmente) com um aviso de… menos de um mês!

 

Fonte: NASA

Categories: SpaceNewsPt | 11 comentários

Navegação de artigos

11 thoughts on “Ainda não foi desta que levámos com um cometa: Sobre a possibilidade do cometa cometa 73P/Schwassmann-Wachmann 3 atingir a Terra

  1. Prefiro um cometa à Socratina…

  2. Os mesmos que podem financiar este centro de investigação, são os mesmos que ordenam ataques macissos a outras nações, logo o dinheiro não pode dar para tudo. Já que eles fomentam a destruição do planeta, para que impedi-la naturalmente.

  3. Epá, e eu sou como o Obelix ( não só no físico eh,eh,eh!) e tenho medo que o céu me caia em cima da cabeça.

    Agora a sério: Penso que estão a trabalhar nisso, o pior é se acontece antes do trabalho concluído.

    Um @bração do
    Zeca da Nau

  4. já era tempo de a Terra ter um sistema de defesa para estas e outras ameaças vindas do espaço. Dantes achava que a solução era colocar baterias de misseis a orbitar no espaço, mas… Misseis a voar sobre a minha cabeça? Controlados por quem? Não obrigado? E o tal Quijote? Fui espreitar à ESA:
    While the eyes of the world were on the Asian tsunami last Christmas, one group of scientists were watching uneasily for another potential natural disaster – the threat of an asteroid impact.

    On 19 December 2004 MN4, an asteroid of about 400 m, lost since its discovery six months earlier, was observed again and its orbit was computed. It immediately became clear that the chances that it could hit the Earth during a close encounter in 2029 were unusually high. As the days passed the probability did not decrease and the asteroid became notorious for surpassing all previous records in the Torino and Palermo impact risk scales – scales that measure the risk of an asteroid impact just as the Richter scale quantifies the size of an earthquake.

    Only after earlier observations of the object were found and a more accurate trajectory was computed did it become clear that it would not impact the Earth – at least not in 2029. Impacts on later dates, though unlikely, have not been totally ruled out. It is extremely difficult to tell what will happen unless we come up with a better way to track this or other NEOs and if necessary take steps to tackle them.

    Most world experts agree that this capability is now within our reach. A mission like ESA’s Don Quijote could provide a means to assess a threatening NEO and take concrete steps to deflect it away from the Earth.

    But every good performance needs rehearsing and in order to be ready for such a threat, we should try our hardware on a harmless asteroid first. Don Quijote would be the first mission to make such an attempt. The big question was: which asteroid and what should it be like?

    Será que o Quixote não terá de se transformar num “Hercules” e rápido? A tarefa seria herculea, mas se há dinheiro para outras coisas…

  5. Anónimo

    o cometa vai cair na tua tola xD ou n

    o cometa nem perto da terra vai tar

  6. eu sei.
    vai passar entre 20 a 40 vezes a distância Terra-Lua.
    não é este fragmento (não é o “cometa”, para quem sabe tanto, devia saber que se trata de um cometa fragmentado…) que é o risco. São os outros cometas e asteróides que rondam a Terra e que hão-de cair na terra MAIS CEDO ou MAIS TARDE.

    espero que caiam somente na sua tola, caro “Anonymous”.

  7. Pedro Miné

    Eu sei q mais cedo ou mais tarde caira um cometa na terra mas eu queria saber se vocês tem previsões de quando caira o cometa aqui na terra e se vocês vão tomar providencias para que o cometa nao afetara todos nos.
    Mas enquanto isso nao acontece a vida continua.

  8. meteoro que embateu no solo e provocou a cratera do Arizona,afinal embateu no planeta Terra a uma velocidade muito mais baixa do que aquela inicialmente prevista.

    O grande buraco no solo – cerca de 200 m de profundidade e 1250m de diâmetro – foi feito há cerca de 50,000 anos por um asteróide com cerca de 40 m de diâmetro.

    Cálculos anteriores estimavam que o embate se dera a uma velocidade de 15 km/s e estavam baseados nas velocidades a que se vêem os grandes meteoros atingir a Terra actualmente. Porém, um novo modelo computacional mostra que o objecto teria perdido velocidade durante o seu trajecto pela atmosfera, tendo parte sido desfeita formando uma nuvem de fragmentos de ferro antes do impacto com o solo. Inicialmente com 300,000 toneladas, após a passagem através da atmosfera apenas cerca de metade terá chegado ao solo e atingido o planeta a cerca de 12 km/s, de acordo com o referido por Jay Melosh, o investigador principal da Universidade do Arizona.

  9. 40 metros…
    imagine-se agora o dano que seria feito por um meteorio de 500 ou mesmo 1000 metros.
    É por isso é que é imperativo ter um sistema permanente de vigilância e reacção.

  10. gostei de tudo…, mas gostaria que me falas de qualquer coisa que pode vir

  11. quando tiver a certeza… escreverei, podes crer!
    é assunto de suma e máxima importancia…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: