Daily Archives: 2006/04/26

Quid 23: De que pintor português é este quadro?

ges.jpg

Anúncios
Categories: LOST (Perdidos), Quids | 8 comentários

LOST (Perdidos)

O último episódio de LOST (Perdidos) segue a mesma tendência dos episódios anteriores… Foco no enredo e na construção das personagens e desfocagem no aprofundamento dos mistérios que rodeiam a Ilha e os acontecimentos que nela têm lugar.

Ainda assim, ontem, observamos alguns pedaços adicionais de informação que gostaria que compartilahr convosco, aqui:

1. O teclado do computador não escreve antes de 4 minutos do fim da contagem. Este método reduz a possibilidade do computador ser utilizado para fins diversos à mera introdução do código.

2. Segundo a recomposição do "filme de instruções" da Dharma Initiative, é imperativo que o operador não tente usar o computador para comunicar com exterior. O que significa que o computador PODE ser usado para comunicar com o exterior… De outro modo, não faria sentido impôr esta proibição. E que este "exterior" é perigoso para os ocupantes da Estação do Cisne…

3. Walt chama a atenção a John Locke para a presença daquilo que o tradutor português chamou de “Portas-Fortes” mas que é inglês surge num muito mais expressivo “Blast Doors”. Isto é, existe agora na Estação Cisne que pode explodir… e provocar uma grande explosão, ou não se justificaria a instalação de um sistema de contenção tão forte…

4. Walt na última cena do episódio vê no écran um "Hello" e responde a este desafio, terminando o chat com "Dad?", ou seja, do outro lado da comunicação para o exterior estaria o seu filho… Que parece estar morto… Ou não, talvez esteja apenas parcialmente "possuído" por aquilo que tomou os "Outros" por completo. Ou seja, o "exterior" com quem não se deve comunicar é uma estação Dharma, tomada e operada pelos "Outros". Ou seja, uma terceira Estação.

Categories: Ciência e Tecnologia, LOST (Perdidos) | 5 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade