Daily Archives: 2006/04/24

Um Tupolev Tu-160 modificado penetra no espaço aéreo americano sem ser detectado

tu160_11.jpg

A Rússia confessou ter feito voar sobre o espaço aéreo dos EUA o seu Tupolev Tu-160 actualizado, segundo a agência russa Novosti.

O avião teria sobrevoado o espaço aéreo americano sobre o Ártico segundo declarações à Novosti proferidas pelo comandante das forças russas de bombardeiros estratégicos o general Igor Khvorov.

Os exércícios do Tu-160 teriam decorrido em Abril, juntamente com bombardeiros Tu-95MS, os quais teriam realizado quatro lançamentos de mísseis de cruzeiro.

Segundo o general russo, a USAF investigaria agora a causa do falhanço em detectar o bombardeiro russo.

Este sucesso convenceu a Federação Russa a encomendar mais dois Tu-160 para a sua frota de bombardeiros de longo alcance à fábrica de Kazan.

Cada Tu-160 custará ao Estado Russo cerca de 700 milhões de dólares. Por oposição, o igualmente “invisível” B-2 Spirit custa mais de 2100 milhões de dólares… Ignora-se que tipo exacto de “upgrade” estão os russos a fazer ao modelo já comprovado do Tu-160 (projectado na Guerra Fria como competidor ao B-1 americano), mas parece conseguir idênticos resultados aos do B-2 por apenas uma fracção do custo deste…

Fonte: FlightGlobal

 

Se gostou deste artigo, adicione-o nas redes de notícias colaborativas:
DoMelhor.net (Portugal) DoMelhor
(Portugal) ou
Chuza.org (Galiza) Chuza
(Galiza) ou ainda em
Adicionar esta not�cia no Linkk Linkk (Brasil)

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Defesa Nacional | 52 comentários

RepórterGrunho: Fotografia 1

IMAGE_00057.jpg

 

Este será o primeiro de várias "reportagens fotográficas" realizadas com uma das piores câmaras digitais do Universo (a de 1.3 mega pixels do meu s100) e tiradas pelo pior fotógrafo vivo!… Preparem-se pois para queimar umas pestanas a tentarem perceber o que raio fotografei.

Bem, adiante.

Esta fotografia mostra o aspecto actual do edifício da nova agência europeia de Segurança Marítima recentemente construído no Parque das Nações. Na altura, já tinha dado por esta "anomalia" dos vasos de tamanhos aleatórios colocados na escada de incêndio do prédio, mas no dia em que tirei esta fotografia (a semana passada) tinha reparado que algo tinha mudado… Agora os vasos têm a prendê-los uns arames… Parece que alguém teve um "banho de sensatez" e se perguntou, como eu, o que aconteceria a tal demonstração de vasaria lusitana na primeira vaga de vento forte…

Vá lá…

Pelo menos agora a Agência Europeia de Segurança Marítima parece mais segura aos altos das cabeças dos transeuntes que por debaixo dela, no passeio, vão passando…

Obrigado!

Categories: RepórterGrunho | 6 comentários

A Escrita Cónia: Os Invasores célticos e o colapso da Civilização Cónia

“É por volta do século V a.C. que as regiões a sul do Tejo assistem à chegada de vagas de invasores vindos do centro da Península ibérica que criam a II Idade do Ferro e que conduzem ao termo da civilização cónia. Os enterramentos tumulares, com estelas, cessam, e passam a surgir nas estações rituais de incineração, com recolha de fragmentos ósseos dentro de urnas. J. M. Arnaud e T. J. Gamito encontram cerâmicas decoradas de influência celtibérica que testemunham essas movimentações de povos em direcção ao sul a partir da Meseta. Curiosamente, ou talvez não, todas estas transformações deste lado do Guadiana coincidem com a decadência do potentado “tutelar” de Tartessos e com o declínio da presença grega na Península após a vitória cartaginesa na Batalha de Alalia. Quebrado o poder do “protector” tartéssico estes aguerridos povos de matriz celta ter-se-iam sentido livres para avançar para sul acabando eventualmente por chegar ao Cuneum Ager.

Perante esta invasão assistimos a uma multiplicidade de reacções. Temos por um lado, violações de túmulos e broches de bronze inacabados em vários povoados do Baixo Alentejo, juntamente com cerâmica quebrada e madeira queimada (Fernão Vaz); mas temos também estelas inscritas que foram reutilizadas o que indicia um repovoamento com novas populações. O facto de serem desta época de transição as últimas estelas revela uma descontinuidade cultural com os povos da Meseta, e o abandono de diversos povoados revela novas prioridades de povoamento, mais viradas para o litoral do que para os circuitos comerciais terrestres com tartessos que serviam de base à economia dos cónios.”

Categories: A Escrita Cónia | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade