S2E4: Os Outros, os Outros, os Outros…

Factos (X) & Comentários (Y):

X. Os Outros usam roupas de serapilheira e sem etiquetas.
Y. Parecem assim manufacturar as suas roupas desde à muito tempo, o que explica a falta de etiquetas de fabrico. Estarão assim isolados desde à muito tempo… Parece que à pelo menos 20 anos.

X. No ataque feito pelos Outros no Dia 2, para recolher as duas crianças, pelos três Outros são mostrados.
Y. Os Outros não parecem ser numerosos… O facto de terem atacado de noite, e de não terem conseguido reunir mais do que 3 elementos, indica que ou estão muito divididos ou são menos numerosos que os próprios sobreviventes.

X. Ao irem para a selva, os Outros não deixam pistas, nem sequer visíveis para o pisteiro Mr. Eko
Y. O que indica que estão muito habituados a viver na Selva… O que confere com o primeiro comentário deste Post… Estão isolados na selva da Ilha desde à muito, muito tempo…

X/Y. Os Outros não recolhem sobreviventes aleatóriamente, seguem antes um método, começando pelos mais fortes e robustos e depois pelas crianças: “pelos Bons” (fortes?) Não é ainda certo que os Outros consigam “reclicar” os capturados adultos… Parece mesmo que os matam. As crianças são reclicadas ou “protegidas”, como diz um dos dois infiltrados: “estão melhor”. Acreditam pois que as levam para melhor, para as transformar em Outros, provavelmente…

X. O Outro infiltrado afirma ser também do Canadá, como o infiltrado do primeiro grupo de sobreviventes.
Y. O que não pode ser coincidência… As facas americanas (mais abaixo), a origem canadiana… Haverá uma origem norte-americana comum destes Outros? Uma expedição militar, um posto militarizado de investigação? 

X/Y. A Segunda estação Dharma parece abandona à muito tempo e ser desconhecida pelos Outros. No seu interior, estava uma Bíblia, um olho de vidro e um rádio. Niguém deixa para trás um olho de vidro… Embora normalmente quem os usa ande com “backups”… A ser assim é um “armazém” não da Dharma, mas de algum particular… Um sobrevivente anterior, morto pelos Outros? Será um dos tripulantes do avião “nigeriano” dos narco-padres do primeiro grupo de sobreviventes?

X. Um dos Outros trazia uma faca militar dos EUA, com mais de 20 anos
Y. Mais uma pista sobre a data de “quebra” de ligações entre a Ilha e o Mundo exterior… E a mesma data em que chegaram os Outros, pelo menos o seu primeiro grupo.

Categories: Ciência e Tecnologia, LOST (Perdidos) | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “S2E4: Os Outros, os Outros, os Outros…

  1. Vou-me abster, pois falhei este episódio.

  2. podes sempre vê-lo na repetição de domingo de manhã…

  3. A cada episodio estou mais confuso. Porque será que os outros, que por ali andam há tanto tempo não encontraram as instalações? Porque atacam e nunca tentam contactar com as vitimas do acidente? Para infiltrarem sempre um dos seus nos grupos de sobreviventes então têm de estar sempre na zona em que eles acontecem. Será que sabem quando vai acontecer? Como atacaram 2 grupos tão separados no espaço mal aconteceu o acidente?
    Como fazem para não deixar rasto quando fogem e têm tanta dificuldade de seguir o dos acidentados?

  4. xithan

    épa.. é bué chato, mas a historia só parece agora começar a fazer sentido e no entanto vi hoje o episodio 18 da segunda serie.. a sério saquem da mula ou das news essa treta, pq até s passam com o q vão sofrer até ao epi 15.. sorry

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: