Daily Archives: 2006/04/04

David Ricardo: “Nada contribui mais para a prosperidade e felicidade deum país como os lucros elevados”

"Nada contribui mais para a prosperidade e felicidade de um país como os lucros elevados", dizia David Ricardo no começo do século XIX… Mas a realidade contemporânea parece negar Ricardo. Em países como a França e a Alemanha, os lucros das empresas não têm parado de subir, e as economias dos dois grandes motores da Europa não dão sinais de recuperação. Os rendimentos dos trabalhadores caem sem cessar, o desemprego alcania números inéditos.

O Mundo Bolsista separa-se cada vez mais da Economia Real, com ganhos por acção de 100% na Alemanha, 50% em França, 70% no Japão e 35% nos EUA.

Apesar da prosperidade corporativa, os Estados onde as corporações nasceram e têm as suas sedes vivem em dificuldades, cercados por décadas de benefícios e isenções fiscais, por "engenharias financeiras" cada vez mais ardilosas. O Investimento nas economias domésticas retraí-se e não produz mais riqueza. Onde antes havia regresso do capital à Economia na forma de reinvestimento, aumento de remunerações, ou aumento do número de contratados, hoje assistimos a um simples mais intenso aumento do retorno do capital aos investidores: fundos de investimento ou accionistas.

O emprego está em evaporação rápida em todo o mundo. As 40 maiores empresas do mundo empregam 55% da sua força de trabalho no estrangeiro e recolhem 59% dos seus lucros nesses países, embora continuem a comercializar esmagadoramente os seus produtos nos países de origem.

Com lucros crescentes, a par de uma descida constante dos rendimentos do trabalho, dos benefícios de saúde e das pensões, os assalariados viram-se para os Governos que elegem apelando a eles para a sua defesa. Mas estes estão com as suas próprias dificuldades… Os constrangimentos orçamentais limitando acções de fundo e as medidas mais razoáveis que seriam:

A) Restrições aos investimentos no Estrangeiro, acompanhadas de taxas de reinvestimento nas economias de origem

B) barreiras alfandegárias

C) aumento dos impostos sobre o lucro

Numa economia globalizada, estas medidas seriam suicidárias… As empresas mover-se-iam simplesmente para esses "paraísos" empresariais de desregulação. E haveria sempre algures um "paraíso" pronto a acolher a empresa mais selvagem de todas…

Buttonwood, o colunista de "Finance and Economics" da "The Economist" propõe várias alternativas interessantes:

A) Introduzir medidas que encoragem as empresas a implementar sistemas de partilha de lucros pelos seus funcionários;

B) Introduzir mecanismos que forçem as empresas a distribuir aos consumidores dos seus produtos os imensos cortes nos custos que têm recolhido com a Globalização. Com custos em queda, é incompreensível que os preços ao consumidor não parem de subir, num contexto de reduções consentidas de salários e de desemprego crescente, entre os principais mercados consumidores. Nos EUA, os preços do retalho cairam muito mais nos últimos anos do que na zona Euro. Assim se têm retirado aos consumidores grande parte dos ganhos que as empresas obtiveram com a Globalização.

C) Melhorar a educação e a formação, como forma de tornar mais competitivos e atraentes os mercados laborais dos países desenvolvidos.

Anúncios
Categories: Sociedade, Wikipedia | 6 comentários

O aumento das “Taxas Moderadoras” e a Cobardia do Ministro da Saúde

As taxas moderadoras aumentaram. Diz o Governo que foi para retirar doentes que procuravam "falsas urgências" nos serviços hospitalares. Mas sejamos sinceros… Quem espera 2 ou 6 horas numa incómoda cadeira das urgências de qualquer Hospital se considerar que o faz por uma razão que não seja "Urgente"?

Quantas pessoas espera o Ministro retirar das urgências hospitalares? Porque não foi tornado público esse número? (existirá?)

Ou será… Que este aumento muito acima da inflação é apenas um mecanismo para aumentar a entrada de capital no Ministério da Saúde? Ou seja, uma forma cobarde (porque não assumida) de dar satisfação aos draconianos critérios do Pacto de Estabilidade?

Categories: A Escrita Cónia, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade