Citação de Teixeira de Pascoaes

A Saudade e o Saudosismo
Teixeira de Pascoaes
Assirio e Alvim

P.3
“Os lavradores são a parte mais esquecida do nosso povo, porque vivem longe do mundo onde se luta e pensa, em perfeita noite medieval, povoada de bruxas e fantasmas e de todas as superstições católicas que os padres estreitos e broncos, lhes injectam na alma, como se injecta um veneno.”

A influência do catolicismo não tem parado de diminuir e é hoje uma parcela daquilo que era no tempo em que Teixeira de Pascoaes escreveu estas linhas. Nos tempos ainda não muito longínquos das Guerras Liberais os absolutistas (Miguelistas) encontravam os seus pontos de apoio mais fiéis no Interior, e em tempos mais recentes, a Revolução Republicana, com o seu inflamado anticlericalismo encontrara a sua oposição mais vigorosa no interior do país. Aliás, a própria força das expressões que Pascoaes emprega indica claramente o que pensava o poeta e ensaísta da Igreja Católica…

Todo esse passado recente condicionava a opinião que Pascoaes tinha do Interior. E o facto de ter passado aí uma parte significativa da sua vida – conhecendo assim muito de perto a situação que descrevia – concede a Pascoaes uma autoridade muito especial.

A sobrevivência de cultos pré-cristãos entre o meio rural é ainda hoje uma realidade (como demonstram os trabalhos de Moisés do Espírito Santo) e na época de Teixeira de Pascoaes, essa sobrevivência ainda devia ser mais evidente…

Categories: Máximas | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: