Daily Archives: 2005/09/09

Morte do Grunho, Nascimento do oGrunho

Depois de ter andado semanas às turras com o http://grunho.weblog.com.pt e com erros crónicos (indexes, 404, etc.) acabei por desistir de usar a Weblog e criar este Blogue no Blogger… O serviço da Weblog é mais que mau, tão mau como o desempenho da nossa economia e pior que a desilusão que Sócrates me provocou. Consegue ser ainda pior que a candidatura de Soares a Belém (o que é difícil).

Sendo assim, embarquei no http://www.blogger.com que além de gratuito (o weblog não é) usa software mais robusto e mais intuitivo que a treta do Movable Type da Weblog (má escolha!).

E cá vamos!

Peço que tenham paciência e actualizem os vossos links para este novo blogue…
http://ogrunho.blogspot.com

O outro blogue permanece no ar, mas sem possibilidade de inserir comentários (essa foi a gota de água), e vou passar para aqui a maioria dos posts que estavam visíveis por lá.

Categories: Blogging | 1 Comentário

Os Malefícios do Catolicismo

Boa parte da situação em que Portugal se encontra agora encontra as suas raízes na época em que Dom João II introduziu a Santa Inquisição no nosso país.

1. A Fuga de Capitais

Com as perseguições que a partir de Dom Manuel foram feitas em Portugal à comunidade hebraica foram criadas as condições que obrigaram os judeus a deslocarem a maioria dos seus “cabedais” (como se dizia na época) para o estrangeiro, sobretudo para os países do norte da Europa, criando aqui as bases de capital para a prosperidade de que ainda hoje gozam e esvaziando a capacidade portuguesa de financiar e organizar empreendimentos no exterior.

2. A Perda do Espírito Empreendedor

Sendo especuladores e empreendedores natos a fuga dos judeus retirou à sociedade portuguesa as suas características mais dinâmicas e activas tornando-a num monstro social passivo e ressentido sempre pronto a colocar no exterior todas as responsabilidades por tudo. Se na raíz do impulso para os Descobrimentos estiveram várias razões de teor económico e religioso o financiamento dos empreendimentos e até o progresso científico esteve nas mãos de muitos judeus. A sua fuga esvaziou Portugal de uma preciosa energia vital cuja falta é hoje observável em tantos aspectos da vida portuguesa contemporânea.

3. A Vingança

Muitas das famílias judaicas que foram perseguidas, expulsas ou que foram vítimas da “Santa” Inquisição e que acabaram por encontrar refúgio nos países do norte da Europa (sobretudo na Holanda) viriam a alimentar um forte sentimento de ressentimento contra o país que os expulsou e assassinou os seus familiares.
O princípio do fim do Império Português coincidiu com os primeiros ataques de corsários ingleses e holandeses a navios portugueses da Rota do Oriente, seguidos pouco depois pelas primeiras ocupações de feitorias portuguesas na Ásia e pelas expedições frustadas contra Angola e o Brasil. Todas estas actividades exigiram uma grande concentração de capital e este estava em grande medida nas mãos dos mesmos judeus que a sanha católica tinha expulso de Portugal e que assim encontraram forma de vingar – justamente – as perseguições contra eles lançadas.

4. O Receio pela Diferença e da Inovação

Provavelmente o maior dano jamais provocado pelo catolicismo a Portugal foi o sentimento de receio pela Diferença, Inovação no Pensamento que existe imanente em todos os portugueses e que gravada na memória colectiva de Portugal por muitos séculos depois do fim da actividade da Inquisição em Portugal. O virus entao inserido na Alma Portuguesa haveria de chegar ate hoje, e a opressao pesada do Salazrismo com uma censura omnipresente e mais sentida do que real (o que é infinitamente mais danoso, porque implica uma interiorização do Sentimeno e não mais uma impressão exterior) levaria Portugal à triste situação em que hoje se encontra.

5. O Medo pelo Estado

A Inquisição Católica sempre dependeu do chamado “Braço Secular” para fazer aplicar as suas vis “cristãs” torturas e execuçðes pelo fogo. O “Braço Secular” era o do Estado, obviamente. Posteriormente, em pleno sêculo XX Portugal conheceu o segundo grande momento castrador da sua História no Salazarismo, onde de mão dada com a Igreja Católica se haveria de cometer o segundo grande crime contra a grandeza dos destinos de Portugal com a instauração da Censura e da PIDE, ávidas por perseguir e fazer calar todos aqueles que se erguessem contra o Beatismo feito Regime e Religião oficial do Estado português. O receio provocado na Alma Portuguesa por sobressair, por “chamar a atenção à PIDE” haveria de se infliltrar subliminarmente em todos nós e seria o causador da Inveja, sentimento colectivo que tanto dano causa, porque critica negativamente a acção e convida ao imobilismo que tanto era apreciado por Salazar e pelos seus pares políticos contemporâneos e que hoje se faz sentir de forma particularmente intensa na acção bloqueadora dos Lobbies de interesses (Advogados, Juízes, Médicos, Funcionários Públicos, ec.) que se movem sempre para defender a manutenção do Status Quo que mantém Portugal um país atrasado e retrógado.

Categories: A Escrita Cónia, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade